Henrique Dourado marca de novo, garoto brilha e Flu faz 3 a 0 no Avaí

Do UOL, no Rio de Janeiro

Em um jogo bem disputado em Florianópolis, o Fluminense visitou o Avaí e não se fez de rogado na Ressacada.

Com gols de Henrique Dourado, seu nono no Brasileiro, Maicon (contra) e Mascarenhas o Tricolor fez 3 a 0 e reencontrou a vitória após empates contra Atlético-PR e Flamengo, e derrotas para Grêmio e Palmeiras. Cria da casa, o lateral de 19 anos caiu no choro após marcar seu primeiro gol entre os profissionais. Ele ganhou a vaga após a barração de Léo.

Contra o lanterna do Brasileiro, os tricolores souberam aproveitar as oportunidades para liquidar o jogo. Com o adversário sem mais nada a perder, coube ao Flu administrar o resultado até o apito final.

No próximo domingo, o Fluminense visita o São Paulo no Morumbi. Já o Avaí vai até o Rio de Janeiro, local da partida de segunda-feira, contra o Botafogo.

Alta voltagem

Os primeiros 45 minutos de jogo na Ressacada foram disputados em uma velocidade alucinante, com as duas equipes se alternando no ataque.

Com as duas equipes se lançando, os espaços para os homens de frente apareceram para os dois lados. O Flu tinha leve superioridade, mas contou com uma ajuda definitiva do goleiro para abrir o placar. Ao tentar driblar Dourado, Kozlinski perdeu a bola, levou um corte do atacante e viu o rival abrir a contagem.

O jogo ficou ainda mais elétrico e, aos 33, Scarpa bateu escanteio e Maicon marcou contra. As equipes ainda tentaram uma ou outra investida, mas o Tricolor levou a vantagem de 2 a 0 para o vestiário.

Vitória consolidada

Em desvantagem, o Avaí deu espaços para o Fluminense partir para o contra-ataque. Atuando de forma cautelosa e inteligente, os cariocas atraíram o adversário e saíram na boa.

Apesar das brechas generosas, o terceiro gol veio após uma bomba de Mascarenhas, que encobriu o goleiro do Avaí. Novo titular da lateral, o jovem mora até hoje perto do CT das categorias de base do Fluminense. 

A partir daí, restou ao Leão tentar minimizar o prejuízo, mas o esforço catarinense não foi recompensado. O Flu, por sua vez, fez a bola correr e administrou o resultado.

Mandou bem

O atacante Henrique Dourado segue dando um chute para longe na desconfiança. Com mais um gol no Brasileiro, o camisa 9 chegou ao nono e se manteve na ponta da artilharia da competição.

O jogador não teve grandes oportunidades, mas foi letal quando a chance apareceu. O artilheiro teve ainda a companhia de Mascarenhas, que fez um jogo seguro e ainda marcou um gol, e de Gustavo Scarpa, o dono do meio de campo do Flu. Júlio César também esteve sempre seguro quando o ataque do Avaí exigiu.

Mandou mal

O goleiro Kozlinski fez boas defesas, mas a sua falha no gol de Dourado foi crucial para o tropeço avaiano. Ao tentar driblar o atacante, ele falhou feio e tornou as coisas bem mais fáceis para os visitantes.

De volta ao Brasil

Jogador com passagem destacada pela seleção brasileira e pela Internazionale de Milão, o lateral-direito Maicon fez sua estreia com a camisa do Avaí. O reencontro não foi dos melhores, visto que o camisa 13 ainda marcou um gol contra na derrota. Ele não atuava no Brasil desde 2004, quando defendia o Cruzeiro.

Visitante

Com Lucas poupado, coube ao lateral-direito Renato assumir a vaga. O jogador tem intimidade com a Ressacada, já que foi peça importante na campanha que levou o time catarinense à Série A.

"Eslovaco" no banco

Com o Fluminense cheio de desfalques, o técnico Abel Braga levou o meia Luquinhas pela primeira vez a um jogo. Recém-incorporado ao elenco, o jogador fazia parte do STK Samorin, filial tricolor na Eslováquia.

Retrospecto

O confronto desta quarta foi a oitava partida das equipes na Ressacada. Com a vitória, o Flu alcançou seu quarto triunfo. O Avaí tem duas vitórias e foram dois empates.
 

AVAÍ 0 X 3 FLUMINENSE

Local: Ressacada, em Florianópolis (SC)
Hora: 21h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Auxiliares: Alessandro A. Rocha de Matos (BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)
Cartões amarelos: Mateus Norton (FLU), Judson (AVA)
Cartões vermelhos: nenhum
Gols: Henrique Dourado, aos 28, Maicon (contra), aos 33 minutos do primeiro tempo (FLU); Mascarenhas, aos 13 minutos do segundo tempo

Avaí
Mauricio Kozlinski, Maicon (Leandro Silva), Betão, Gustavo e Capa; Luan, Judson (Pedro Castro), Marquinhos (Willians) e Juan; Romulo e Joel. Técnico: Claudinei Oliveira

Fluminense
Júlio César; Lucas, Reginaldo, Henrique e Mascarenhas (Léo); Orejuela, Mateus Norton e Gustavo Scarpa; Calazans (Lucas Fernandes), Richarlison e Henrique Dourado (Marquinho). Técnico: Abel Braga

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos