Corinthians revê "Gustagol", marcado por pouco brilho e tatuagem do clube

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Rubens Cavallari/Folhapress

    Gustavo defendeu o Corinthians por apenas nove jogos, não rendeu e foi emprestado

    Gustavo defendeu o Corinthians por apenas nove jogos, não rendeu e foi emprestado

Um sonho que durou pouco mais de três meses voltará à tona nesta quinta-feira, na partida entre Corinthians e Bahia. O atacante Gustavo, que ainda pertence ao clube paulista, estará no banco de reservas da arena de Itaquera e irá rever a equipe alvinegra pela primeira depois de uma tatuagem polêmica.

Gustavo, que não chegou a marcar pelo clube e era chamado de "Gustagol" de forma pejorativa, marcou o Corinthians na pele semanas depois de acertar um contrato de quatro anos. Ao ser apresentado, o atleta não escondeu que era torcedor do time desde a infância.

No desenho feito na coxa direita, Gustavo é retratado com a camisa corintiana número 9, de costas. No calção corintiano, a palavra 'superação' foi escrita. Mais abaixo, a data do primeiro jogo pelo Corinthians.

A passagem de Gustavo, porém, durou pouco - foram apenas nove jogos. O jogador de 23 anos chegou a ser titular contra o Palmeiras, na Arena Corinthians. Após a partida marcada pela derrota corintiana por 2 a 0, Cristóvão Borges foi demitido.

Reprodução/Instagram
Tatuagem faz menção ao Corinthians

Com Fábio Carille no comando como interino, Gustavo ganhou três chances para atuar e chegou a pedir treinos extras para alcançar o mesmo ritmo dos companheiros.

No empate sem gols com o Atlético-MG, em casa, o atacante, que tinha se destacado no Criciúma durante a Série B com 11 gols em 18 jogos, foi às redes ao finalizar um cruzamento de cabeça. O árbitro do jogo, entretanto, marcou falta.

Já na reta final do Brasileirão, Gustavo foi escalado duas vezes por Oswaldo Oliveira, mas não conseguiu marcar um gol pelo clube. Com o fraco desempenho, ele acabou emprestado ao Bahia no começo do ano - o contrato se encerra em dezembro e as chances de o atacante voltar ao Corinthians são pequenas.

No time baiano, Gustavo teve mais chances. Em cinco meses, ele atuou 23 vezes e marcou seis gols. No Brasileirão, foi titular contra o Vasco, além de ter entrado no time em outras três oportunidades.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS x BAHIA

Data: 22 de junho de 2017, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Competição: Campeonato Brasileiro (9ª rodada)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Auxiliares: Hélcio Araújo Neves e Jose Ricardo Guimarães Coimbra (ambos do PA)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô. Técnico: Fábio Carille

BAHIA: Jean; Eduardo, Tiago, Rodrigo Becão e Matheus Reis; Renê Júnior e Juninho; Zé Rafael, Vinícius e João Paulo. Edigar Junio. Técnico: Jorginho

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos