Susto no STJD e pacto com organizada cercam Vasco x Atlético-GO em SJ

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Paulo Fernandes / Flickr do Vasco

    São Januário tem feito a diferença para o Vasco neste Campeonato Brasileiro

    São Januário tem feito a diferença para o Vasco neste Campeonato Brasileiro

A expectativa é de paz. Nos últimos dias o clube levou um "susto" no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) ao ficar na iminência de perder mandos de campo por até dez partidas. Depois da absolvição, um pacto garantiu o retorno de uma das maiores organizadas do clube aos estádios. Com isso, o Vasco entra em campo na manhã deste domingo, às 11h, contra o Atlético-GO, com o intuito de que o duelo fique apenas dentro das quatro linhas.

Nos últimos jogos em São Januário, o clima de insegurança prevaleceu. Com os ânimos políticos cada vez mais inflados, muitos foram os episódios de confusões e brigas na arquibancada, com direto até mesmo a tiros de balas de borracha por parte da Polícia Militar no compromisso com o Avaí.

Embora não tenha sido punido pelo STJD, o clube ganhou um "puxão de orelha" das autoridades, que deixaram claro que não tolerarão reincidências.

Internamente, o clube se reuniu com a organizada "Guerreiros do Almirante", a maior na arquibancada enquanto a Força Jovem está suspensa pelo Ministério Público, e firmou um "pacto de paz". Ausente nos dois últimos jogos em São Januário por, segundo a própria, estar sofrendo ameaças e coações de seguranças vascaínos, a torcida divulgou uma nota oficial confirmando seu retorno à "Colina Histórica":

"A Guerreiros do Almirante, durante esse período de ausência dos estádios, buscou, junto ao clube, esclarecer os acontecimentos que nos levaram ao não comparecimento nos dois últimos jogos.

Ficou esclarecido que a ameaça sofrida foi um caso isolado, praticado sem qualquer aval do clube e que a diretoria não só não compactua com violência como tomará as medidas necessárias para que os torcedores possam torcer com tranquilidade em nossa casa.

Aproveitamos a oportunidade para esclarecer que a GDA é apartidária e não apoiará grupos ou candidatos nas próximas eleições do Vasco. Não entoamos gritos de cunho político, somente cânticos em favor do time.

Em virtude da diretoria do C.R. Vasco da Gama se mostrar solícita em nossas posições , ter garantido que não serão permitidas ameaças vindas de quem quer que seja e tendo aberto um canal de comunicação para quaisquer situações, entendemos que inexiste qualquer problema para que a torcida possa se fazer presente em todos os jogos do C.R.V.G.

Assim sendo, informamos a todos que estaremos presentes, neste domingo (25), no jogo contra o Atlético-GO, em São Januário.

Convocamos a todos os membros e simpatizantes que venham ao jogo para torcer e que possamos, juntos, levar o Vasco a mais uma vitória".

Mesma escalação

Para a partida, o técnico Milton Mendes já confirmou que mandará a campo a mesma escalação que no clássico com o Botafogo, na última quarta-feira, quando o Vasco foi derrotado por 3 a 1 no estádio Nilton Santos.

"Nossa forma de jogar vai se manter. Com o tempo, durante o jogo, a gente vê o que acontece. Futebol não é ciência exata. Nossa equipe está preparada. Tirando o segundo tempo contra o Corinthians, nossa equipe sempre jogou bem, de igual para igual", declarou Milton Mendes.

VASCO X ATLÉTICO-GO
Local:
São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Hora: 11h (horário de Brasília)
Árbitro: Dyorgines José Padovani (ES)
Auxiliares: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Edson Glicerio dos Santos (ES)

Vasco
Martín Silva, Gilberto, Paulão, Breno e Henrique; Jean, Douglas, Mateus Vital, Yago Pikachu e Nenê; Luis Fabiano
Técnico: Milton Mendes

Atlético-GO
Felipe Garcia; André Castro, Eduardo Bauermann, Roger Carvalho e Bruno Pacheco; Marcão, Silva, Breno Lopes, Jorginho e Andrigo; Everaldo
Técnico: Doriva

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos