Autor do gol do Atlético-MG, Marlone diz que vitória foi na raça

Do UOL, em Belo Horizonte

Pela primeira vez o Atlético-MG conseguiu vencer a Chapecoense na Arena Condá, em Chapecó. O triunfo por 1 a 0 foi válido pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro e autor do gol foi o meia Marlone, de cabeça, aos 11 minutos do primeiro tempo. Para o camisa 92 do Atlético, foi uma vitória da raça.

"É um time que não tem entrosamento, foi na raça", comentou o jogador, que ressaltou o peso dos três pontos conquistados pelo Atlético, que poderia terminar a rodada na zona de rebaixamento e, agora, pode até entrar na zona de classificação à Copa Libertadores na próxima rodada.

"Foi possível notar a falta de entrosamento do nosso time, que é normal, já que pouco jogamos jutos. Acho que hoje, pela situação que a gente se encontrava, o resultado foi o mais importante. Difícil jogar contra a Chapecoense aqui dentro, um time muito ofensivo. Para a gente foi um jogão, pela raça e pela luta".

Já a jogada que originou o gol do Atlético foi toda feita por Valdívia, que foi até a linha de fundo, passou por Andrei Girotto e encontrou Marlone sozinho, praticamente dentro da pequena área da Chapecoense, entre três zagueiros. Ao explicar o lance do gol, Marlone disse que percebeu a jogada e foi fazer o papel de centroavante.

"Era jogo para eu entrar mais vezes dentro da área, já que normalmente jogo mais aberto pelas pontas. Quando o Valdívia foi para o fundo do campo, pensei em me enfiar no meio da defesa. Deu certo e acabei ajudando meus companheiros a dar a vitória ao Galo".

Com o gol anotado diante da Chapeceonse, Marlone chega a dois pelo Atlético. O primeiro foi logo na estreia, contra a Caldense, pelo Campeonato Mineiro. Até o momento, o meia atuou nove vezes com a camisa alvinegra.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos