Com risco de despedida, Lugano ganha carinho da torcida do São Paulo

Bruno Freitas

Do UOL, em São Paulo

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Lugano foi titular e capitão contra o Flu

    Lugano foi titular e capitão contra o Flu

No aguardo da definição de sua situação profissional com o São Paulo, o zagueiro Diego Lugano recebeu o carinho da torcida neste domingo, durante o empate por 1 a 1 com o Fluminense, no Morumbi, em confronto válido pelo Campeonato Brasileiro. Com apenas mais alguns dias de contrato, o uruguaio decidirá sobre a permanência nesta semana.  

Lugano teve o nome efusivamente cantado pela torcida antes da partida deste domingo no Morumbi. Depois, o zagueiro foi festejado a cada intervenção quando a bola rolou. Apesar da frustração com o desempenho coletivo do time, o ídolo foi poupado pelas arquibancadas. Contra o Fluminense, o defensor conseguiu uma de suas melhores atuações na temporada.

Em campo neste domingo, Lugano não transmitiu nenhum sinal de que estivesse comovido com a possibilidade de uma despedida, mas a indefinição segue no ar. O uruguaio tem contrato apenas até o dia 30 de junho e ainda não chegou a um acordo com a diretoria são-paulina para renovar o compromisso.

Segundo apuração da reportagem do UOL durante a última semana, o São Paulo propôs a Lugano R$ 180 mil mensais na carteira de trabalho. No acordo vigente até o dia 30 deste mês, o zagueiro recebe R$ 280 mil, sendo R$ 100 mil em direitos de imagem. Ou seja, teria que topar uma redução de ganhos para ficar.

O São Paulo projeta ainda oferecer ao jogador 40% da receita de uma partida de despedida ao final da temporada - os 60% restantes seriam do clube.

Titular mais uma vez neste domingo, Lugano atuou desta vez em uma linha de dois zagueiros, ao lado de Rodrigo Caio, uma novidade tática em comparação a o que o técnico Rogério Ceni vinha fazendo nas rodadas anteriores, quando escalava o uruguaio. Na quarta-feira passada, na derrota para o Atlético-PR em Curitiba, o veterano de 36 anos apareceu como integrante de um trio de defensores, com Rodrigo Caio e Éder Militão.

Se inicialmente Rogério Ceni vinha preferindo não endossar a voz do elenco, que pede publicamente a permanência de Lugano, num segundo momento o treinador deu declarações favoráveis à renovação do zagueiro. O treinador, inclusive, lembrou durante uma entrevista coletiva que o uruguaio é hoje o último jogador remanescente da conquista do Mundial de Clubes da Fifa de 2005.

O zagueiro vive atualmente sua segunda passagem pelo São Paulo. Na primeira delas, entre 2003 e 2006, Lugano conquistou, entre outros títulos, a Libertadores e o Mundial em 2005, como titular. O uruguaio voltou ao clube no começo de 2016. ​

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos