Anderson se diz feliz no Coritiba, mas reabre chance de deixar o clube

Jeremias Wernek, Marinho Saldanha e Napoleão de Almeida

Do UOL, em Porto Alegre

  • Comunicação CFC

    Boa fase de Anderson no Coxa faz futebol europeu insistir em sua volta

    Boa fase de Anderson no Coxa faz futebol europeu insistir em sua volta

O meia Anderson reabriu a possibilidade de deixar o Coritiba rumo ao futebol europeu nos próximos dias, em entrevista à Rádio Grenal na manhã desta segunda (26), mas se mostrou dividido com a possibilidade, após ter dado sua palavra ao Coxa.

"Eu estava para sair do Coritiba um mês atrás. E estão me chamando ainda... A Turquia tem me procurado e Portugal também", disse o jogador, que ponderou sobre a decisão que terá que tomar até o final da janela, em 21 de julho: "Mas dei minha palavra ao Coritiba, aos caras lá, que ia ficar até o meio do ano. Então bola para frente."

Apesar disso, o meia se mostrou um pouco reticente em confirmar qualquer ação nesse sentido, argumentando até alguns benefícios que o Coxa teria em caso de uma saída: "O Inter tem 80% do meu passe e eu tenho 10. Os outros 10 são do Jorge (Mendes). Se for uma coisa bacana para todo mundo... Até o Coritiba ganha uma beirada, se eu for vendido, pela vitrine." A cláusula é sigilosa, não se sabendo o percentual.

O Internacional é direto interessado na venda de Anderson. Com orçamento apertado, a negociação do jogador para o futebol europeu poderia minimizar os problemas do clube. Qualquer proposta será analisada com muito carinho pela direção.

No entanto, a reportagem do UOL Esporte apurou que não houve qualquer proposta ou sondagem ao clube até o momento. Anderson tem vínculo com o Coxa até o fim do ano e, não surgindo nada diferente, permanecerá por lá. Voltar ao Inter não é um plano no momento.

"Não digo que seja impossível, um dia (voltar a jogar no Inter). Não tem problema nenhum. A direção entendia que era o momento de eu sair. Tudo bem. Acharam que era o melhor para o clube eu sair. Não tem nada. Não é que eles não me quiseram. Acharam melhor eu sair porque tinha um momento difícil com a torcida, e pronto", declarou, reafirmando a felicidade com o clube atual: "Estou feliz no Coritiba. Graças a Deus estou jogando e volto na semana que vem", disse, após se tratar de uma contusão no último mês.

O Internacional gasta R$ 200 mil mensais com o jogador, pagando 50% do salário cujo vínculo se encerra em janeiro de 2019. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos