Jair se defende: "tivemos 29 finalizações, não perdemos por sistema"

Do UOL, no Rio de Janeiro

O Botafogo recebeu o Avaí nesta segunda-feira, num confronto que marcava o duelo de uma equipe do topo da tabela contra o lanterna. O técnico Jair Ventura, então, optou por mudar o esquema tático e montou um time avançado, com Camilo, Montillo, Pimpão e Roger. Após a derrota por 2 a 0, o treinador se defendeu.

Segundo Jair Ventura, o Botafogo fez grande partida e criou várias oportunidades de gol. O treinador se defendeu e citou números: foram 29 finalizações e nenhum gol. O treinador, porém, ignorou o fato de ter ficado mais exposto com a escalação que mandou a campo. Não à toa levou dois gols do Avaí, que havia marcado três gols na competição até então.

"Sempre falei que não era obrigação. Acho falta de respeito com o adversário. Todos buscam o melhor. Tem duas equipes na tabela e vê a diferença, parece que tem obrigação de vencer em casa, mas isso faz parte do futebol. Resultado muito ruim perder em casa. Se olhar, vai ter 29 finalizações do nosso time. Como posso reclamar dos atletas que foram tão valentes?" , indagou o treinador do Botafogo.

"Tenho uma coisa na minha carreira é falar aberta e verdadeira. Eles foram efetivos e mereceram, mas o Botafogo não deixou de lutar. Não fico preso a um sistema. Perdi Montillo no primeiro gol. Boto mais um volante ou atacante? Ali é a decisão do treinador. Acho que foi acertada. Se não tivesse criado, seria uma decisão errada. Não deixamos de vencer por causa do sistema que usamos", completou Jair Ventura.

Com a derrota, o Botafogo permanece com 15 pontos e perde a oportunidade de subir para 3º e caiu para a 7ª posição do Campeonato Brasileiro. O Alvinegro volta a campo na quinta-feira, quando medirá forças com o Atlético-MG pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos