Palmeiras cresce com Cuca e 'ganha corpo' antes de iniciar decisões

Do UOL, em São Paulo

As três vitórias consecutivas reinseriram o Palmeiras a um posto entre os favoritos às primeiras posições do Campeonato Brasileiro. Fora os resultados obtidos, que já deixam a equipe na quarta colocação, o desempenho cresceu, segundo avaliação da própria comissão técnica. A evolução vem em um momento importante, antes de duas decisões pela frente.

O Palmeiras nem sequer contará com tempo hábil de comemorar o resultado positivo em Campinas, o primeiro do clube sobre a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, desde 2013. Na quarta-feira, a partir das 21h45 (de Brasília), a equipe alviverde recebe o Cruzeiro, no Allianz Parque, pelo primeiro duelo das quartas de final da Copa do Brasil.

A mira da comissão técnica, todavia, se direciona para 5 de julho, data da abertura das oitavas de final da Copa Libertadores, o principal objetivo de todos – jogadores, funcionários, diretoria e patrocinadores. Daqui a menos de duas semanas, o Palmeiras viaja a Guayaquil para encarar fora de casa o Barcelona-EQU.

O trabalho a médio prazo tem saído conforme o esperado, como relatou Cuca depois do resultado em Campinas. O Palmeiras soma 16 pontos e diminuiu a desvantagem para o vice-líder Grêmio (22). O Corinthians, algoz gremista no domingo (1 a 0), manteve os 10 pontos sobre a equipe alviverde.

"Motiva viajar agora depois de uma vitória; é a segunda vez que a gente encaixa fora de casa. O campeonato é complicado e precisa-se ganhar fora também. Isso vai te motivando; vai ganhando corpo. Motiva quem joga e quem entra um pouquinho também. É assim que a gente vai crescendo de produção", afirmou o treinador.

Os resultados atestam que o Palmeiras está 'ganhando corpo'. Depois de uma sequência de quatro partidas sem vitórias, Cuca guiou o time a quatro resultados positivos nos últimos cinco jogos – a exceção ficou para a derrota para o Santos, por 1 a 0, na Vila Belmiro.

O treinador, entretanto, prefere afastar o status de grande responsável pela evolução da equipe. Tratado como unanimidade dentro do Conselho Deliberativo e apoiado em grande maioria por torcedores, Cuca prefere apostar em uma evolução ainda maior do atual grupo.

"Este Palmeiras não é a minha cara; é a cara do Palmeiras, é como o torcedor se acostumou a ver, lutando por cada pedacinho de chão, com velocidade e organização", analisou o comandante do clube alviverde, que tenta elevar o atual grupo ao patamar do time campeão brasileiro do ano passado.

"No ano passado, fomos a melhor defesa, o melhor ataque e não tivemos jogador expulso. Fomos melhores em tudo. Nossa defesa, neste ano, tomou nove gols em dez jogos, né? Estamos nos organizando, o ataque vem melhorando. As coisas se organizam com o tempo e com o trabalho", encerrou o treinador palmeirense, que volta a trabalhar na tarde desta segunda-feira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos