Com golaços, Flamengo vence fácil e deixa o SP na zona de rebaixamento

Do UOL, em São Paulo (SP)

O Flamengo, apoiado em seu estrelado setor ofensivo, embalou na temporada. Neste domingo (2), o time rubro-negro lotou a Ilha do Urubu para enfrentar o São Paulo e contou com grande atuação de seus astros para vencer por 2 a 0, com autoridade. Os tricolores se afundaram na crise com o resultado, não vencem há seis jogos e entraram na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

A situação perigosa deixa o técnico Rogério Ceni ainda mais ameaçado e foi causada também pelo empate entre Bahia e Vitória, que tirou a primeira equipe da zona da degola. São 11 pontos dos paulistas.  O Fla, por sua vez, chegou à quarta vitória seguida na temporada e assegurou a terceira posição ao fim da 11ª rodada. Guerrero e Diego, com dois golaços no primeiro tempo, mataram a partida. Os cariocas chegaram a 20 pontos.

Na próxima rodada, o Flamengo tem clássico contra o Vasco, às 18h de sábado (8), em São Januário. Antes, entretanto, encara compromisso pela segunda fase da Copa Sul-Americana. Na quarta-feira, às 21h45, o rival será o Palestino, no Chile. Já o São Paulo, que tem somente o Brasileirão até o fim do ano, visita o Santos na Vila Belmiro, às 19h de domingo (9).

O melhor

Diego foi o grande nome da tarde no Rio de Janeiro. Quando a marcação do São Paulo era forte e eficiente, o meia não parou um segundo até encontrar espaços para distribuir a bola ou finalizar de longe. Quando os contra-ataques começaram a sair, apareceu para decidir. O golaço no fim do primeiro tempo ajudou a matar a partida.

O pior

Wesley, a princípio, era o meio-campista mais ofensivo do São Paulo. Com Petros e Jucilei mais presos, o camisa 11 deveria sair mais para o ataque e entregar a bola para o trio formado por Cueva, Marcinho e Pratto. A atuação, porém, foi muito ruim, inclusive com problemas na hora de acompanhar as descidas de Everton pelo lado direito da defesa.

Un partido de fútbol

O jogo na Ilha do Urubu começou com seis atletas estrangeiros em campo. Do lado rubro-negro, os peruanos Trauco e Guerreiro e o colombiano Cuellar saíram como titulares. Já do lado Tricolor, o uruguaio Lugano, o peruano Cueva e o argentino Pratto. Guerrero aproveitou o encontro com Cueva para fazer aposta e levou a melhor. No segundo tempo, o colombiano Berrío também foi acionado pelo técnico Zé Ricardo.

De repente, titular

Petros foi apresentado pelo São Paulo na última quinta-feira, teve quatro dias de treinos no CT da Barra Funda e já foi escalado por Rogério Ceni como titular. O técnico já havia feito o mesmo com Maicosuel, que chegou, estreou contra o Vitória e não voltou mais por problemas físicos. Petros foi bem em desarmes, mas cometeu a falta do primeiro gol flamenguista.

Nada amigos

Petros e Guerrero defenderam juntos o Corithians entre 2014 e 2015, mas os velhos tempos ficaram para trás em disputa de bola no primeiro tempo. O agora são-paulino usou o corpo para proteger, o peruano não gostou e deixou o braço. Os dois se encararam e outro ex-corintiano, Jucilei, chegou para dar dura no centroavante do Fla.

Seca sem fim

Lucas Pratto foi quem mais tentou incomodar o goleiro Thiago, com quatro finalizações perigosas. Mas não foi desta vez que o argentino se reencontrou com o gol. Como o Tricolor só volta a atuar no próximo fim de semana, o centroavante vai chegar a um mês sem balançar as redes. O último de seus dez tentos saiu em 8 de junho, nos 2 a 0 sobre o Vitória, há seis jogos. Foi também a última vitória do São Paulo no ano.

Castigo

O São Paulo sonhava em ter Everton Ribeiro como grande reforço para a temporada, mas o Flamengo foi mais forte na disputa no mercado e deixou o setor ofensivo ainda mais estrelado. O resultado foi mais uma assistência do camisa 7, justamente contra o time que tanto o procurou. Diego agradeceu e até engraxou a chuteira de Everton.

Festa e 100%

O duelo com o São Paulo foi o quarto da equipe de Zé Ricardo na Ilha do Urubu, como foi batizado o Estádio Luso-Brasileiro após reforma custeada pelo Fla. E, como havia acontecido contra Ponte Preta, Chapecoense e Santos, os rubro-negros venceram. Já são onze gols marcados e apenas um sofrido, deixando a torcida cada vez mais empolgada. Nem a chuva que começou a cair diminuiu a festa nas arquibancadas.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2 X 0 SÃO PAULO

Local: Ilha do Urubu, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Mauricio Coelho Silva Penna (RS)
Público e renda: 17.302 presentes/16.084 pagantes/R$ 1.182.167,00
Cartões amarelos: Everton (Flamengo); Cueva (São Paulo)

Gols: Guerrero, aos 37 minutos, e Diego, aos 41 do 1º tempo

Flamengo: Thiago; Pará, Réver, Rhodolfo e Trauco (Renê); Márcio Araújo, Cuéllar e Diego; Everton Ribeiro (Berrío), Everton (Matheus Savio) e Guerrero
Técnico: Zé Ricardo

São Paulo: Renan Ribeiro; Araruna, Lugano, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Jucilei, Petros e Wesley (Denilson); Marcinho (Wellington Nem), Cueva (Shaylon) e Pratto
Técnico: Rogério Ceni

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos