Maduros e invictos no ano: líder Corinthians tem volta de jovens essenciais

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

    Maycon e Guilherme Arana retornam ao Corinthians neste domingo

    Maycon e Guilherme Arana retornam ao Corinthians neste domingo

De 37 jogos no ano, o Corinthians só perdeu dois. E o que há em comum nestes tão longínquos tropeços com Santo André e Ferroviária? Guilherme Arana e Maycon, 20 anos, titulares absolutos e líderes de passe de todo o elenco no Brasileirão, não estavam em campo. Eles são novidades neste domingo.  

Diante do Botafogo, a partir das 16h (de Brasília) na Arena Corinthians, a importância dos dois jovens será novamente testada pela equipe do treinador Fábio Carille. Líder do Campeonato Brasileiro, o mandante pode ampliar sua vantagem para sete pontos caso alcance a vitória. Isso porque, no sábado, o Palmeiras bateu o vice-líder Grêmio por 1 a 0

Mais do que eventuais coincidências de resultados, Arana e Maycon têm sido figuras de fato vitais para o Corinthians, o que foi provado mais uma vez na quarta passada. Sem os dois jogadores, além dos experientes Jô e Jadson, todos poupados, os corintianos fizeram um de seus piores jogos na temporada e arrancaram um empate nos acréscimos diante do Patriotas. Por muito pouco, não foi a terceira derrota do ano. E seria de novo sem os dois calouros. 

Maycon: brilho no dérbi, gols e discrição  

Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Maycon e Arana se abraçam após gol no Vasco

Ele virou titular no começo do ano por um acontecimento trágico, mas nunca mais teve seu lugar questionado. A mudança se deu após a morte do pai de Camacho a três dias de clássico com o Palmeiras. Naquele clássico, tudo mudou: Maycon foi um dos melhores em campo e, em meio a certo sacrifício defensivos pela expulsão de Gabriel, encontrou espaço para roubar a bola de Guerra e dar assistência para o gol da vitória feito por Jô. Ali, ignorou até Fábio Carille, que gritou para que permanecesse na defesa. 

O lance emblemático confirmou o que muita gente já defendia no clube desde a venda de Elias ao Sporting em 2016. Maycon, que fora chamado por Tite de 'novo Elias' ao subir para os profissionais, seguiu caminho distinto e foi emprestado à Ponte Preta. Fez um ótimo Campeonato Brasileiro, sempre como titular, e voltou prestigiado ao clube também por se destacar no Sul-Americano Sub-20 em janeiro. 

Segundo principal passador do time no Brasileirão [431 passes certos, segundo o Footstats], atrás apenas de Arana, Maycon se mostra pronto para brilhar além da marcação - tem 18 desarmes, uma das melhores marcas do elenco. E isso tem se refletido na frente, com gols importantes, como na vitória sobre o Vasco, recentemente, em São Januário. Ele é o quinto goleador do grupo na temporada, com quatro gols. E tem se cobrado muito por mais: uma das armas é a batida de falta, inesgotavelmente treinada pelo jovem. Diferentemente de Jadson, que ainda não marcou assim, Maycon já fez o seu de falta no ano. 

As pessoas que convivem com Maycon identificam um jogador obstinado por treinamento, por melhorar cada vez mais e de regularidade pouco encontrada entre jovens da sua idade. Essa mentalidade firme é aliada a uma humildade admirada por colegas e jogadores mais velhos. Algo exercitado dentro de casa, onde teve a marcação firme da mãe e os exemplos do pai, que ainda trabalhava como zelador enquanto ele vestia a camisa do Corinthians. 

Essa maturidade incomum fizeram Maycon já praticamente descartar uma saída do clube neste ano. No plano de carreira desenhado pelo jovem e seu representante, Bruno Misorelli, da empresa B2F Marketing, a construção de uma história sólida no Corinthians é prevista antes de um provável voo para a Europa. A ideia é que ele participe de conquistas e defenda uma equipe europeia de ponta no futuro. O clube tem 80% de direitos econômicos dele.  

Arana: personalidade, marcação e assistências

Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Arana fez 12 jogos em título brasileiro de 2015

A preparação de um titular muitas vezes leva tempo no Corinthians. Foi assim com Guilherme Arana, promovido por Mano Menezes ainda em 2014, quando só tinha 16 anos. A temporada foi toda de reserva de Fábio Santos e Uendel, mas ofereceu os primeiros ensinamentos. Uma figura importante no processo foi Sylvinho, ex-auxiliar e ex-lateral que hoje se divide entre a seleção brasileira e a Inter de Milão. Tudo isso tem se refletido agora. 

Desde 18 de fevereiro, quando retornou do Sul-Americano Sub-20, Arana virou o dono da posição. Nos outros dois anos como reserva imediato de Uendel, deu mostras de qualidades, como em rodadas importantes do título brasileiro de 2015. Mas é em 2017, cada vez mais valorizado, que o jovem lateral tem se notabilizado como um verdadeiro protagonista do time de Fábio Carille. 

Há muitos elementos que explicam essa condição. O principal deles é a força defensiva, uma premissa para qualquer lateral do Corinthians nos últimos 10 anos. Arana também impressiona colegas e rivais pela personalidade agressiva dentro de campo, algo que mostrou em jogos já em 2015. Em estreia de erros e finais felizes contra o Sport, na 'final' daquele campeonato com o Atlético-MG, vencida por 3 a 0, ou na partida do título, de fato, contra o Vasco no Rio. 

Apesar das virtudes, esse ano mostra que o jogador tem crescido ainda mais, algo esperado para um jovem de potencial. Recentemente, Pablo fez elogios ao nível de concentração cada vez mais alto que Arana exibe em treinamentos. Outro experiente a ressaltar é Jô, que percebe um atleta cada vez mais consciente sobre a vida dentro e fora de campo no Corinthians, blindado contra deslumbramentos. E isso sem perder a irreverência: segundo os próprios colegas, se trata do jogador mais brincalhão do grupo. 

A retribuição pelos conselhos tem sido por meio de assistências. Jô fez dois gols com toques perfeitos de Arana, o principal garçom do elenco na temporada com oito participações diretas mesmo com 'concorrentes' especialistas como Jadson e Fagner. A qualidade se reflete também nos passes: com 521 certos, é o segundo de todo o Brasileirão. Outro ponto a se destacar é a assiduidade: sem nenhuma lesão ou suspensão no ano, fez 23 partidas consecutivas.

Tantas qualidades não passariam despercebidas da Europa. O Bordeaux pode fechar nos próximas dias a compra de Arana, que ficaria até dezembro. Só 40% dos direitos econômicos são do Corinthians. 

CORINTHIANS x BOTAFOGO

Data e hora: 02/07/2017, domingo, às 16h (de Brasília)
Local: Arena Corinthians, em São Paulo
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Auxiliares: Bruno Boschilia e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)

Corinthians: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Clayson; Jô
Treinador: Fábio Carile

Botafogo: Gatito Fernandez; Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Victor Luis; Rodrigo Lindoso e João Paulo; Bruno Silva, Camilo e Rodrigo Pimpão; Roger
Treinador: Jair Ventura

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos