Chapecoense faz gol polêmico, mas Fluminense arranca empate nos acréscimos

Do UOL, em São Paulo (SP)

Fluminense e Chapecoense fizeram uma partida eletrizante no fechamento da 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. Nesta segunda-feira (3), no Giulite Coutinho, em Edson Passos (RJ), os donos da casa saíram na frente, mas sofreram uma virada ainda na etapa inicial. No segundo tempo, a equipe comandada por Abel Braga buscou o empate, voltou a ficar atrás após gol polêmico - quando ainda tinham um jogador a mais -, e, quando parecia já derrotada, teve forças para buscar mais uma vez a igualdade, desta vez nos acréscimos, para terminar com 3 a 3 no placar.

Apesar da luta das duas equipes, o resultado acaba sendo ruim para Fluminense e Chapecoense. Com o empate, os cariocas ganham apenas uma posição, somam 16 pontos e aparecem na sétima posição. Já a Chape chega a quatro rodadas sem vencer, com 14 pontos, no 15º lugar - a vitória colocaria qualquer um dos dois times no G-6 do Brasileirão.

Na próxima rodada, a 12ª do Campeonato Brasileiro, o Fluminense visita o Bahia, na Fonte Nova, enquanto a Chapecoense recebe o Atlético-PR, na Arena Condá. Ambas partidas acontecem no domingo (9) – os catarinenses entram em campo às 11h, e o time carioca às 16h (de Brasília).

GOL RELÂMPAGO

O Fluminense precisou de apenas um minuto para abrir o placar em Edson Passos. Após lançamento de Henrique, Calazans fez o pivô e, de letra, deixou para Gustavo Scarpa. O camisa 10, então, lançou na medida para Richarlison bater na saída do goleiro e marcar o primeiro dos donos da casa. Esse foi o gol mais rápido do Brasileirão desta temporada.

FLU VACILA, E CHAPE EMPATA

A felicidade do Fluminense, no entanto, não durou muito tempo. Aos 12min, após desentendimento de Wendel e Orijuela, Girotto cortou no meio de campo e a bola sobrou para uma dividida entre Rossi e Reginaldo. O atacante da Chapecoense ganhou no corpo do marcador, invadiu a área e bateu com categoria no canto esquerdo do goleiro Júlio César. Tudo igual no placar.

LATERAL ENSAIADO

Depois de sofrer o empate, o Fluminense tentou se lançar ao ataque, mas era surpreendido pela Chape em contra-ataques perigosos. O gol da virada da equipe catarinense, no entanto, não teve nada de surpresa. Em uma jogada cada vez mais frequente no Brasileirão, Reinaldo cobrou um lateral direto para área, Andrei Girotto escorou para trás e Arhur chegou antes do goleiro tricolor para cabecear e mandar para o fundo do gol.

ABEL MUDA, E FLU EMPATA

No intervalo, atrás do placar, Abel Braga mexeu no Fluminense, e viu a alteração dar resultado. O treinador optou pela saída do lateral Léo para a entrada do atacante Wellington Silva. Com domínio da posse de bola, a equipe carioca pressionou e conseguiu empatar. Aos 24min da etapa final, Wellington Silva passou por Diego Renan e colocou na cabeça de Pedro, que escorou de ombro para deixar tudo igual.

GOL POLÊMICO E EMPATE AOS 47

O final da partida entre Chapecoense e Fluminense foi eletrizante. Quando parecia que a equipe carioca iria em busca de uma virada, já que Rossi havia sido expulso, foi a Chape que brilhou. Dois minutos depois, aos 37, Reinaldo cruzou e Arthur cabeceou no chão. Júlio César defendeu, mas o árbitro adicional viu a bola ultrapassar a linha e anotou gol para os catarinenses.

Apesar de pouco tempo no relógio, o Fluminense se lançou ao ataque e, aos 47min, conseguiu o gol de empate. Após ótima jogada de Wellington Silva, Richarlison cabeceou para o meio da área e Marcos Júnior, que também entrou no decorrer do jogo, apareceu na pequena área para dar números finais ao marcador.

DOMÍNIO NO CONFRONTO

Antes da partida desta segunda-feira (3), Chapecoense e Fluminense já haviam se enfrentado outras sete vezes - nenhuma com vitória do time carioca. Foram cinco vitórias dos catarinenses e depois empates. O último encontro entre os dois, inclusive, terminou com triunfo por 2 a 1 também em Edson Passos.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 3 X 3 CHAPECOENSE
 
Data: 03 de julho de 2017 (segunda-feira)
Hora: 20h (de Brasília)
Local: Giulite Coutinho, Edson Passos, Rio de Janeiro
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão
Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva e Cristhian Passos Sorence
 
Gol: Richarlison, 1min do 1º tempo, Pedro, aos 24min, e Marcos Júnior, aos 47, do 2º tempo; Rossi, 12min, e Arthur, aos 42min, do 1º tempo, e 37 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Richarlison, Marcos Júnior e Orijuela (Fluminense); Lucas Mineiro e Diego Renan (Chape)
Cartão vermelho: Rossi (Chapecoense)
 
FLUMINENSE: Júlio César; Lucas (Lucas Fernandes), Reginaldo, Henrique e Léo (Wellington Silva); Orijuela, Wendel e Gustavo Scarpa; Richarlison, Pedro e Marcos Calazans. Técnico: Abel Braga.
 
CHAPECOENSE: Jandrei; Diego Renan (Nathan), Douglas Grolli, Fabrício Bruno e Reinaldo; Andrei Gireotto, Lucas Marques e Lucas Mineiro; Rossi, Wellington Paulista (Lourency) e Arthur Caíke (Luiz Otávio). Técnico: Vagner Mancini.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos