Rodrigo e Cajá são punidos por expulsão contra Palmeiras e viram desfalque

Do UOL, em Santos (SP)

O zagueiro Rodrigo e o meia Renato Cajá desfalcarão a Ponte Preta no jogo desta quarta-feira (12), contra o Bahia, às 19h30, no Moisés Lucarelli, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Em julgamento realizado nesta segunda-feira (10) por conta das expulsões ocorridas na partida contra o Palmeiras, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) puniu Renato Cajá com dois jogos, e Rodrigo com quatro.

Como já ficou fora da partida contra o Avaí, pela 11ª rodada, Renato Cajá precisa cumprir apenas mais um jogo de suspensão, voltando assim a ficar à disposição de Gilson Kleina para o duelo da 14ª rodada, contra o Grêmio, no domingo (16). Já Rodrigo precisa cumprir mais três partidas e, desta forma, retorna ao time diante do Atlético-PR, dia 23.

Na súmula da partida contra o Palmeiras, realizada no dia 25 de junho, o árbitro Wagner Reway não aliviou na expulsão do zagueiro Rodrigo. Ele foi expulso já aos 45min do segundo tempo por, segundo o juiz, dirigir-se a ele com as seguintes palavras: "vai tomar no c...". Ele relatou ainda que o zagueiro o puxou pelo braço e disse que ele 'estava mal intencionado mesmo' - além de trombar no árbitro assistente adicional na saída de campo.

Logo depois, já nos acréscimos, o meia Renato Cajá deu um tapa no rosto de Tchê Tchê, que revidou. O árbitro Wagner Reway expulsou ambos e justificou os cartões vermelhos na súmula: "por dar um tapa no rosto de seu adversário com o jogo paralisado", sobre Cajá, e "por revidar dando um tapa no rosto de seu adversário", sobre Tchê Tchê.

Ao menos, a Ponte Preta conseguiu se livrar de uma possível perda de mandos de campo, já que o árbitro relatou na súmula um "copo cheio de água" arremessado ao gramado por um torcedor alvinegro. Como identificou o torcedor, o clube campineiro recebeu apenas uma multa no valor de mil reais.

Correção

Inicialmente, a Ponte Preta havia informado que Rodrigo também tinha pego dois jogos de suspensão, assim como Renato Cajá. Na noite desta segunda-feira, porém, o clube campineiro informou que interpretou a decisão do STJD de forma errada e que, na verdade, a pena do zagueiro é de quatro partidas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos