Vitória sustenta Mano e reforça ideia da diretoria do Cruzeiro

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

A vitória por 3 a 1 sobre o Palmeiras, na tarde desse domingo (9), pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, alivia a pressão sobre Mano Menezes.

Cobrado por conta do momento recente do Cruzeiro - fragilidade defensiva nos jogos contra Grêmio, Palmeiras e Atlético-MG, perda do Campeonato Mineiro e queda precoce na Copa Sul-Americana -, o treinador mantém prestígio na Toca da Raposa II após vencer o Verdão em partida válida pelo Brasileirão.

O técnico gaúcho sempre contou com respaldo por parte da cúpula, sobretudo pela amizade que nutre com o presidente Gilvan de Pinho Tavares, o vice Bruno Vicintin e o diretor de futebol Klauss Câmara.

Entretanto, depois de alguns problemas em jogos recentes, passou a ser questionado por membros da torcida e do conselho. Organizadas chegaram a ir à sede administrativa e ao centro de treinamentos para pedir a saída do comandante.

As manifestações internas e externas fizeram a permanência de Mano Menezes na Toca da Raposa II ser colocada em xeque. Contudo, a vitória faz com que ele ganhe força nos bastidores.

O apoio da cúpula, aliado à multa e à política, é preponderante para a manutenção no cargo. Mas os resultados precisavam aparecer a partir do jogo contra o Palmeiras, nesse domingo, pelo Brasileirão.

A vitória por 3 a 1 no Mineirão aliviou a pressão sobre o treinador e o permitiu ganhar sobrevida na Toca da Raposa. Mano, agora, tem mais tranquilidade para trabalhar e pensar na evolução do Cruzeiro na temporada. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos