Corinthians? Flamengo 'esquece' título. Pelo menos por enquanto

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Armando Paiva/AGIF

    O meia Diego não quer o Flamengo falando sobre o título brasileiro no momento

    O meia Diego não quer o Flamengo falando sobre o título brasileiro no momento

Os 12 pontos de distância para o líder Corinthians (35 a 23) fizeram o Flamengo "esquecer" o discurso de brigar pelo título brasileiro, pelo menos por enquanto. Jogadores e técnico Zé Ricardo estão atentos ao desempenho do time, que após a derrota para o Grêmio tem uma complicada sequência pela frente até o encerramento do primeiro turno. Enfileirar vitórias será necessário para tentar se aproximar do topo da tabela e analisar o real panorama na competição.

Não são poucos os desafios: Cruzeiro (fora), Palmeiras (casa), Coritiba (casa), Corinthians (fora), Santos (fora) e Vitória (casa). Além de somar o maior número possível de pontos, o Rubro-negro precisa torcer por tropeços do líder e dos concorrentes diretos para melhorar a situação. Mais do que isso. O clube se divide, sem abrir mão de brigar pelas conquistas da Copa do Brasil e Sul-Americana.

A concentração no próprio desempenho foi bastante ressaltada pelos atletas após o primeiro revés na Ilha do Urubu. O resultado negativo diante de um concorrente ao topo da tabela expôs um time que sentiu a falta de Paolo Guerrero e ainda tem dificuldades na criação de jogadas. Foram 35 cruzamentos na área gremista, sem que o problema fosse resolvido. O elenco é considerado capacitado, mas é preciso evoluir, fato que ninguém nega na Gávea.

"É possível [conquistar o título]. Temos esse sonho, porém, não é o momento de falar dele. Não estamos com esse pensamento. Precisamos nos concentrar em nosso desempenho. Tem muita coisa para acontecer e a nossa equipe está claramente em crescimento apesar da derrota para o Grêmio. Vi muitas coisas boas e possibilidades. Jogadores que entraram muito bem", afirmou Diego.

"O Corinthians tem feito um campeonato quase perfeito até agora e precisamos focar no Flamengo. Não adianta nada pensar lá no fim do Brasileiro. Uma vitória não vale 12 pontos, vale três. Naturalmente, com atitude e vitórias teremos autoridade para falar sobre o título. Matematicamente é possível, o primeiro turno nem sequer terminou. Só que precisamos estar mais próximos do primeiro colocado para falar com respaldo e autoridade sobre isso. Vamos analisar a nossa situação real a cada rodada", completou o meia.

O início irregular no Brasileirão foi levado em conta pelo técnico Zé Ricardo. O Rubro-negro deixou pontos importantes pelo caminho, como no empate em casa com o Atlético-MG, além da igualdade no marcador com o Avaí e a derrota para o Sport. Assim como o Flamengo, os dois últimos viviam um momento delicado quando os jogos foram realizados. Independentemente disso, pelo menos sete pontos ficaram pelo caminho e fazem falta na tabela.

"Trabalhamos jogo a jogo, mas o nosso início realmente não foi bom. O que o Corinthians tem feito é digno de aplausos. É mérito deles. Todos os jogos são difíceis. Vamos com calma e observar o que acontecerá rodada após rodada", encerrou Zé Ricardo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos