Maicon chora após volta de lesão no Grêmio: "Chega de ficar em casa"

Do UOL, em Porto Alegre

Maicon voltou, jogou e chorou. Depois da décima sexta partida no ano, o volante se emocionou com o fim da sina de lesões e desconfortos musculares. Titular diante do Vitória, o capitão participou da jogada do segundo gol e vibrou duplamente com o triunfo em Salvador.

"Aos poucos vou voltando, se Deus quiser não vou me lesionar mais. Eu quero ajudar, chega de ficar em casa", disse Maicon na saída de campo.

Para efeito de comparação, mensurando o tamanho do período de Maicon fora. Com o jogo no Barradão, o Grêmio chegou a 43 partidas no ano. O camisa 8 atuou em menos de 40% dos compromissos.

"Estou pronto, quando veio para o campo estou pronto para ajudar. Mas o time vem em uma crescente e de repente eu nem iria jogar. O Michel ficou doente, o Renato me perguntou como eu estava e aí eu joguei", comentou Maicon.

Um dos líderes do grupo, o volante sofreu com duas lesões musculares e herança da reta final de 2016 pesada. Depois de superar as lesões, padeceu com tendinite. Voltou diante da Ponte Preta, quando entrou no segundo tempo.

"É muito duro ficar fora do time. É difícil ir aos jogos e não poder ajudar meus companheiros", afirmou emocionado à Rádio Bandeirantes. "Tenho conversado bastante com ele, principalmente pela cabeça dele. Teve várias lesões, mas ele é importante para o time, para o grupo. Tive uma conversa com ele antes do almoço para saber das reais condições dele. Falou que estava bem, voltou e voltou muito bem. Saiu por que sentiu um pouco, não lesão, mas era o combinado não jogar os 90 minutos. Ele organizou a equipe com a qualidade dele", comentou Renato Gaúcho.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos