"Imperador" para amigos, Arana conquista torcida com pipa, ZL e estilo raiz

Dassler Marques e Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

    Arana soltou pipa até no gramado do CT corintiano; "raiz", ele é chamado de "Impera"

    Arana soltou pipa até no gramado do CT corintiano; "raiz", ele é chamado de "Impera"

Uma saudação com uma leve provocação a um amigo em rede nacional após decidir um clássico mostrou como é o lateral Guilherme Arana na sua essência. Em alta no Corinthians, o jogador de 20 anos mantém o estilo caseiro, apoiado sobretudo na convivência intensa com parentes e amigos - nesta quarta-feira, ele volta ao time alvinegro para enfrentar o Avaí, em Florianópolis, depois de cumprir suspensão.

Três dias depois de marcar um gol e sofrer um pênalti contra o Palmeiras, Arana já dava uma nova demonstração do seu estilo: o lateral postou um vídeo em cima de uma laje de uma casa localizada no bairro de Ermelino Matarazzo. Ali, na Zona Leste de São Paulo, o lateral fazia uma das coisas que mais gosta: soltar pipa.

A realidade simples já havia ido parar em rede nacional quando ele mandou um abraço irônico a um amigo após a vitória no Allianz Parque. A brincadeira na laje e a saudação ao parceiro palmeirense são apenas dois exemplos do jeito de Arana. Nos últimos anos, o atleta já dividiu momentos bem diferentes daqueles que os jogadores escolhem mostrar. Em um deles, o lateral aparece com um sinalizador na mão no meio de uma torcida de futsal. Em outro, num posto de gasolina com os parceiros de bairro.

O estilo, que, segundo as pessoas mais próximas a Arana, o acompanha desde os primeiros anos da adolescência, fez até Adriano Imperador ser lembrado. Na roda de amigos do bairro da Vila Formosa, o jogador do Corinthians ganhou um apelido curioso.

Reprodução
Arana manda abraço a amigo palmeirense


"O apelido dele na quebrada é Impera, por causa do Adriano. Ele se inspira muito nele. Quem deu o apelido foi o meu irmão há uns três anos. Por causa das atitudes dele, de ser 'raiz'. Ele gosta", disse o amigo Rafael Bu em entrevista ao UOL Esporte.

O palmeirense Rafael foi justamente o amigo lembrado por Arana ainda no gramado do Allianz Parque. "Eu estava na casa dele. Eu e mais dois amigos, um santista e outro palmeirense. Foi espontâneo dele, eu nem esperava. Estava a família toda, umas 30 pessoas. Ele mandou um salve para mim", ressaltou o amigo.

"Ele é um jogador raiz"

Arana faz parte da Fúria Jovem do União, torcida que acompanha de perto o time de futsal União Formosa. O lateral, segundo Rafael, segue a equipe em todos os jogos, seja em qual bairro de São Paulo for - Gabriel Jesus também já assistiu a partidas.

"Tem o jogador 'nutella' e raiz. A gente conhece outros jogadores. Alguns são Kaká. São aqueles moleques de igreja e santo. E ele é Adriano Imperador", explicou o rapaz de 28 anos, que é presidente da torcida.

Rafael frisa ainda que Arana mantém o estilo por causa do exemplo que encontra na própria casa. "A base dele é família. A simplicidade e a humildade deles são muito grandes", afirmou.

Reprodução
Arana ao lado do primo: pipa na Zona Leste

A atual turma do lateral começou a ser formada há três anos, quando a família do jogador passou a viver na Vila Formosa, bem próximo ao Tatuapé, bairro onde está localizada a sede do Corinthians - antes, Arana vivia no Sapopemba.

Essa forte ligação com a Zona Leste também não é esquecida pelo jogador. Em algumas comemorações, Arana mostra a letra L com os dedos, sempre ao lado do atacante Jô, que também cresceu no Sapopemba.

Frase dos amigos virou boné

Unida, a turma do lateral corintiano criou um boné que tornou-se a marca de Arana. Nele está a frase "ladies and gentleman", que há tempos é usada entre os amigos. Além da expressão, há o número 13, usado pelo jogador no time alvinegro, e uma caneta, em alusão ao drible característico do atleta.

Na última semana, Arana chegou a conceder entrevista coletiva com o boné, que passou a ser vendido na internet com a ajuda de primos e do irmão mais velho, Gustavo, de 21 anos.

O quarteto, inclusive, é inseparável também na hora do lazer. Foi na casa da madrinha, por exemplo, ao lado do primo, que Arana passou o último sábado - o lateral estava suspenso pelo terceiro cartão amarelo e acompanhou o Corinthians pela TV. Nas redes sociais, Arana postou uma foto com uma pipa no alto, atividade que desempenhou até mesmo no gramado do CT Joaquim Grava.

No Corinthians, fama de "folgado" e brincalhão

Arquivo Pessoal
Guilherme Arana com camisa do União Formosa, da zona Leste

O estilo "moleque" de Guilherme Arana também se faz presente nas chamadas resenhas, termo muito usado pelos jogadores para os momentos de descontração entre os atletas. Desde 2015, quando estreou na equipe adulta, o lateral ficou com fama de 'folgado' entre os colegas.

A amizade e o entrosamento com o amigo Malcom, que já era titular, ajudavam a colocar pilha sobre os mais velhos. Certa vez, porém, o feitiço virou contra o feiticeiro. O calouro Arana sofreu com uma espinha no rosto, que infeccionou, e se tornou motivo de chacota dos amigos de Corinthians. 

FICHA TÉCNICA

AVAÍ x CORINTHIANS

Data: 19 de julho de 2017, quarta-feira
Horário: 21h (de Brasília)
Competição: Campeonato Brasileiro (15ª rodada)
Local: Ressacada, em Florianópolis (SC)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires e Leone Carvalho Rocha (GO)

AVAÍ: Douglas; Leandro Silva, Fagner Alemão, Betão e Capa; Judson, Pedro Castro e Juan (Simião); Joel, Romulo e Júnior Dutra (Marquinhos) Técnico: Claudinei Oliveira

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo (Pedro Henrique) e Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô. Técnico: Fábio Carille

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos