Vecchio cita humildade e confiança de Levir para explicar volta por cima

Do UOL, em Santos (SP)

O meia Vecchio, autor do gol da vitória do Santos contra a Chapecoense por 1 a 0, nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, em jogo válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, explicou os motivos de sua redenção no clube paulista. O argentino entrou em rota de colisão com o técnico Dorival Júnior, demitido, e ficou onze meses sem jogar.

"Cheguei com humildade, trabalho, estou procurando trabalhar, o Levir me dá muita confiança. Eu falei pra ele, seja um minuto ou jogo inteiro, vou dar 100% em campo", afirmou Vecchio ao Premiere.

O argentino marcou um belo gol com direito a drible no goleiro e chute sem ângulo. Além disso, Vecchio atuou improvisado como segundo volante. O meia acertou muitos lançamentos e melhorou a saída de bola da equipe santista.

"Vi que o goleiro saiu, driblei e bati para gol, como no jogo do Atlético eu errei, hoje eu fiz o gol. Futebol  é assim. Um jogo muito importante, põe os três 3 pontos, pra ficarmos perto do Grêmio. Chapecoense é um grande time. Muitas vezes você ganha jogando bem e outras vezes na raça", disse Vecchio.

Levir Culpi procura um segundo volante no elenco por causa da saída de Thiago Maia, negociado com o Lille, da França. A diretoria santista contratou o volante Matheus Jesus, ex-Ponte Prete e que pertence ao Estoril, de Portugal. Nesta quarta, o treinador preteriu Alison, Leandro Donizete e Léo Cittadini na equipe titular.

A vitória contra a Chape mantém a equipe santista na terceira colocação da competição, com 27 pontos ganhos. Na próxima rodada, o Santos enfrenta o Bahia, neste domingo, às 11h (de Brasília), no estádio do Pacaembu, em jogo válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos