Solução caseira ou nome consolidado? Atlético-MG se divide por novo técnico

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • REUTERS/Ueslei Marcelino

    Rogério Micale é uma das opções da diretoria do Atlético-MG para o lugar de Roger

    Rogério Micale é uma das opções da diretoria do Atlético-MG para o lugar de Roger

Neste domingo, às 19h, o Atlético-MG recebe o Vasco, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Independência. Vai ser o primeiro jogo do clube após a demissão do técnico Roger Machado, que aconteceu na última quinta-feira. Auxiliar do ex-treinador alvinegro e membro da comissão técnica fixa do clube, Diogo Giacomini é quem vai comandar o time interinamente, mais uma vez, como aconteceu em algumas partidas nas temporadas 2015 e 2016.

E o nome de Giacomini é uma das possibilidades que o Atlético estuda para o futuro. Por já estar diretamente ligado ao time profissional há bastante tempo e ter boa aceitação entre os atletas, o treinador interino pode ser efetivo. Giacomini, porém, não é o favorito neste momento. Rogério Micale, que foi treinador do time sub-20 do Atlético por alguns anos e comandante da seleção brasileira que ganhou o ouro olímpico Rio-2016, é um dos candidatos mais fortes.

Como Micale está na China, participando de um congresso sobre futebol, a definição sobre quem vai ser o técnico do Atlético ficou apenas para esta sexta-feira, como revelou o presidente do clube, Daniel Nepomuceno.

"Vou pedir horas, até porque não dormi essa noite [de quarta para quinta-feira]. Não contatei ninguém, não vou dar essa resposta hoje [quinta]. Vai ser o mais rápido possível. A decisão foi tomada hoje [quinta] de manhã, depois de muita reflexão e, até por respeito, anuncio que não virá um novo nome para ser treinador do Atlético hoje".

Embora Rogério Micale desponte como favorito neste momento, o fato de ter uma carreira mais ligada à categoria de base do que ao futebol profissional pesa contra o treinador. Existe uma corrente dentro do Atlético que é favorável à busca por um nome mais consolidado, com mais bagagem, após a passagem de Roger Machado pela Cidade do Galo.

Dentro desse cenário, o nome de Vagner Mancini goza de certo prestígio no Galo, por se tratar de um treinador que já passou por diversos outros grandes clubes do Brasil e com experiência na Copa Libertadores, competição que disputou nesta temporada pela Chapecoense. Não fosse um erro da diretoria, que bancou a escalação do zagueiro Luiz Otávio, a equipe catarinense teria se classificado às oitavas do torneio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos