Mano vê Cruzeiro amplamente superior e critica lance crucial contra o Avaí

Do UOL, em Belo Horizonte

Na derrota do Cruzeiro por 1 a 0, o Avaí só foi superior no quesito gol. Foi basicamente essa a opinião do técnico Mano Menezes ao avaliar o desempenho de sua equipe na Ressacada. Durante os 90 minutos contra o time catarinense, a Raposa ameaçou mais, finalizou com mais frequência e esteve mais perto do gol, mas não conseguiu marcar, seja pela por causa da precipitação dos atletas, segundo o comandante, ou devido à ótima atuação do goleiro Douglas.

"Minha análise do jogo é que a equipe foi amplamente superior ao adversário, controlou a partida, mas que não teve competência para colocar a bola para dentro. Precipitamos um pouco a conclusão e sofremos um gol em uma jogada que poderíamos ter evitado", disse o treinador após a partida.

Ao todo, o Cruzeiro realizou 25 finalizações contra apenas cinco do Avaí, sendo três erradas. O time anfitrião chutou ao gol de Fábio por apenas duas vezes e foi preciso aos 20 minutos do segundo primeiro tempo e marcou o gol da vitória. Além disso, o Cruzeiro ainda dominou em outros quesitos, chegando a permanecer com 80% da posse de bola.

No primeiro tempo de jogo, o goleiro Douglas fez boas intervenções nos chutes de fora da área. Porém, foi no segundo tempo que o goleiro fechou o gol de vez e garantiu o triunfo do Leão, pegando chutes perigosos de Thiago Neves e Arrascaeta, que entrou aos 13 minutos e incendiou o jogo, sendo responsável pelo lance mais polêmico da partida e que gerou muita reclamação de pênalti por parte dos mineiros.

"No segundo tempo, voltamos com um propósito de empatar a partida, com uma equipe mais adiantada e mais volume de jogo. A partir de um determinado momento, arriscamos mais, tiramos um volante e entramos com o Arrascaeta. Tivemos uma penalidade em um lance claro, acho que o estádio todo viu e todo mundo concorda com isso, o goleiro nem toca na bola. Não tem como não apitar um pênalti como esse, poderia ser o empate e até uma virada. Eu vi o Cruzeiro superior o tempo inteiro, mas que não ganhou o jogo, e isso me deixa chateado", concluiu Mano.

A derrota impediu que o Cruzeiro se aproximasse da zona de classificação para a Libertadores, e o time permanece com 22 pontos, fora do G-6. Agora, a equipe volta suas atenções para a Copa do Brasil. Na quarta-feira, o time celeste recebe o Palmeiras, no Mineirão, em jogo que vale uma vaga na semifinal do torneio. Na primeiro partida, as equipe ficaram no empate eletrizante por 3 a 3 no Allianz Parque.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos