Vice do Cruzeiro diz que CBF admitiu erro e pede atenção contra Palmeiras

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Cruzeiro

    Vicintin comentou conversa com Coronel Marinho e reconhecimento do erro da arbitragem

    Vicintin comentou conversa com Coronel Marinho e reconhecimento do erro da arbitragem

Um dia depois da derrota do Cruzeiro por 1 a 0 diante do Avaí, a comissão de arbitragem da CBF reconheceu o erro grave do árbitro Flávio Rodrigues de Souza, que não marcou um pênalti a favor do time mineiro na Ressacada. Pelo menos essas foram as palavras de Bruno Vicintin, vice-presidente de futebol do Cruzeiro, que alegou ter convocado uma reunião com o Coronel Marinho, chefe da arbitragem nacional, para oficializar a reclamação celeste.

"Venho em nome do Cruzeiro manifestar nossa insatisfação e preocupação com a sequência de erros que vêm prejudicando o Cruzeiro. Ontem (domingo) mandamos nosso gerente Paulo César Tinga e nosso diretor Klauss Câmara a CBF, pedimos uma reunião com o Coronel Marinho. Eles acompanharam hoje o sorteio da arbitragem para o jogo da Copa do Brasil. Procuramos o Coronel Marinho para demonstrar nossa preocupação. Pedimos atenção e cuidado porque esse jogo de quarta-feira é muito importante. Ele concordou com a nossa diretoria que, realmente, houve erro de arbitragem contra o Avaí e que o pênalti deveria ter sido marcado. Esperamos que a arbitragem não seja protagonista no jogo de quarta-feira e que tudo corra bem, que o melhor vença em campo. Já estamos vindo para o segundo jogo em que poderíamos ter uma vantagem maior se o terceiro gol do Palmeiras (na partida de ida) não tivesse sido validado", comentou Vicintin, em entrevista concedida na Toca da Raposa II.

O motivo da reclamação dos cruzeirenses aconteceu próximo dos 15 minutos do segundo tempo. Segundos após Arrascaeta entrar em campo, o meia descobriu um lançamento primoroso para Elber, que se chocou com o goleiro Douglas e pediu pênalti. No mesmo lance, a bola sobrou para Sassá, que finalizou ao gol, mas foi bloqueado por Alemão. Ao ver o zagueiro se atirar para a bola, os atletas do Cruzeiro questionaram mais uma vez a arbitragem, que novamente mandou o jogo seguir.

"Eles falaram que realmente existiu erro. Que o Cruzeiro foi prejudicado contra o Avaí, inegavelmente. Os outros lances eles ficaram de analisar. Falaram que esperam que a arbitragem melhore, que terão atenção maior nos próximos jogos, começando nesta quarta-feira", acrescentou.

Árbitro de quarta agradou diretoria

Bruno Vicintin também comentou sobre a escolha de Wilton Pereira Sampaio, árbitro escalado para a partida contra o Palmeiras. Apesar dos elogios, o diretor relembrou algumas atuações do juiz goiano que não o deixaram satisfeito, como a partida de volta contra o São Paulo, pela Copa do Brasil.

"É um muito árbitro bom, jovem árbitro bom. Porém, salvo engano, no jogo contra o São Paulo foi ele que arbitrou a partida e deu um gol irregular para o São Paulo. Também tem um histórico de final de Copa do Brasil, Palmeiras e Coritiba, que ele não deu um pênalti para o Coritiba. Mas historicamente, na carreira, é um bom árbitro e a gente confia que esses erros ficaram para trás e ele fará uma boa arbitragem".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos