Para "voar" no Palmeiras, B. Henrique treinou por conta e vetou brigadeiro

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • CHARLES JOHNSON/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    Bruno Henrique foi fundamental para o Palmeiras vencer no último fim de semana

    Bruno Henrique foi fundamental para o Palmeiras vencer no último fim de semana

Destaque da vitória do Palmeiras sobre o Sport no último fim de semana, Bruno Henrique surpreende fisicamente a comissão técnica do Palmeiras. Para "voar" e se destacar em pouco tempo, o volante antecipou o encerramento das férias assim que descobriu a possibilidade de retornar ao Brasil para defender o atual campeão nacional.

De acordo com fontes próximas ao jogador, Bruno Henrique trabalhou ainda na Itália a parte física, antes de encerrar as tratativas para voltar ao futebol nacional. O clube alviverde anunciou a contratação do jogador, que defendia o Palermo, da Itália, em 15 de junho.

Outro fator colabora para Bruno Henrique se readaptar fisicamente ao futebol brasileiro em pouco tempo. O volante possui uma atenção redobrada quanto à alimentação; o camisa 19 é resistente quando o assunto é comida mais gordurosa ou doces: o brigadeiro da esposa, sorvete e pizza, por exemplo, são tentações que ele tem recusado desde que soube da negociação.

O planejamento incluiu uma viagem antecipada ao Brasil. O meio-campista chegou antes do planejado para iniciar os treinamentos na Academia de Futebol do Palmeiras. Foram quatro dias que separaram o primeiro trabalho com os preparadores físicos até o dia da apresentação, em 22 de junho.

Na chegada, Bruno Henrique já sinalizava o que viria pela frente. Ao contrário da maioria dos novatos, o volante tirou a camiseta e virou alvo das brincadeiras do diretor Alexandre Mattos. "Corajoso, hein! Primeiro a tirar a camisa aqui na frente de vocês", dissera na época.

O resultado da preocupação com o que come e o treinamento antecipado apresenta resultados imediatos. Desde a estreia, no dia 1º deste mês, Bruno Henrique entrou em campo seis vezes; número alto, ainda mais para quem não entrava em campo deste maio.

Em julho, Bruno Henrique já se aproximou das 40 partidas no ano – quem lidera o ranking palmeirense em 2017 é Willian, que sofreu lesão muscular após completar o 41º primeiro jogo no empate por 2 a 2 com o Flamengo, na quarta-feira passada.

Com a camisa do Palermo, Bruno Henrique entrou em campo 33 vezes, 24 delas como titular. Foram três assistências e um gol; pelo Palmeiras, no domingo contra o Sport, o camisa 19 já igualou o número de gols e ainda deu um passe para Keno fechar o marcador na Arena Pernambuco.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos