Venda de Centurión não quita dívida do São Paulo com diretor

José Eduardo Martins e Ricardo Perrone

Do UOL, em São Paulo

  • Rivaldo Gomes/Folhapress

    Centurión na época que defendia o São Paulo

    Centurión na época que defendia o São Paulo

A venda de Centurión para o Genoa, da Itália, não muda a situação da dívida do São Paulo com o diretor executivo de futebol tricolor, Vinícius Pinotti. Na época da contratação do jogador, em 2015, o então apenas sócio do clube emprestou 4,2 milhões de euros para que fosse possível o Tricolor fechar o contrato de quatro anos e ficar com 70% dos direitos do atleta.

Pela transferência do jogador, o São Paulo vai receber 3,5 milhões de euros (R$ 12,96 milhões), o clube ainda terá direito a 10% em uma futura transferência do argentino, sendo que há um teto de 2 milhões de dólares nesta cláusula. No entanto, o dinheiro segundo apurou a reportagem do UOL Esporte, vai ser destinado para o orçamento do clube, para o pagamento de dívidas com juros mais altos, contratações de jogadores e outros gastos.

No caso, a dívida com Pinotti foi alongada e será paga junto com a de outros terceiros em parcelas até 2021. No ano passado, conselheiros de oposição criticaram a situação e chegaram a dizer que o débito com Pinotti havia subido de R$ 11 milhões para mais de R$ 21 milhões por conta de juros. A situação negava.

O aporte feito por Pinotti, conforme a versão oficial na época, foi de cerca de R$ 19 milhões, pois além da quantia divulgada pela imprensa havia outra parcela equivalente a R$ 4,8 milhões. A dívida passava dos R$ 20 milhões por causa da correção de acordo com o IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado). De acordo com o balanço de 2016, o São Paulo tinha R$ 21,7 milhões de dívidas com terceiros.   

Centurión acertou a sua transferência para o Genoa, da Itália. Com desistência do Boca Juniors de contratá-lo em definitivo, o meia atacante e o seu agente, Alejandro Mazzoni, viajaram para a Europa com a intenção de fechar um contrato de quatro anos com o Genoa. 

O clube italiano até tentou reduzir a sua oferta pelo atleta. Centurión chegou a ir para a Europa na última semana para fazer exames médicos. Porém, como o Boca Juniors havia sinalizado com uma proposta, ele deu preferência para voltar à Argentina.

Destaque na conquista do campeonato nacional, o meia atacante, que estava emprestado ao Boca e muito próximo de acertar a sua transferência em definitivo para o clube, envolveu-se em uma confusão generalizada em uma casa noturna em Lanús, uma província de Buenos Aires, e precisou deixar o local escoltado. Por conta de mais essa polêmica envolvendo o atleta, o Boca desistiu da contratação.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos