Derrota em casa faz próxima rodada do BR-2017 virar decisão para o Botafogo

Do UOL, em São Paulo

Em entrevista coletiva depois da derrota por 4 a 3 para o São Paulo, no último sábado (29), no Engenhão, o técnico Jair Ventura fez enorme esforço para contemporizar e evitar que isso prejudicasse o ambiente do Botafogo. Em uma resposta, contudo, ele mostrou que o cuidado com o aspecto anímico do elenco não foi apenas um trabalho de gestão de pessoas. Existe uma preocupação específica com a próxima rodada do Campeonato Brasileiro, quando os cariocas receberão o Palmeiras – a partida está agendada para 21h45 (de Brasília) da próxima quarta-feira (02).

"Não é hora de cobrar ou fazer apontamentos. É hora de passar um incentivo porque nós que sofremos os quatro gols somos os mesmos que vamos jogar contra o Palmeiras na próxima rodada", ponderou Jair Ventura.

Há muitos motivos para o jogo de quarta-feira ter crescido em importância para o Botafogo. O principal deles é a tabela de classificação: a derrota para o São Paulo deixou o time alvinegro estagnado nos 24 pontos e impediu que os cariocas entrassem, ainda que momentaneamente, na zona que dá vagas para a próxima edição da Copa Libertadores.

Também conta o momento no Campeonato Brasileiro. Com o revés diante do São Paulo, o time carioca chegou a três jogos consecutivos sem um placar favorável na competição nacional (antes, havia empatado com Atlético-GO e Atlético-PR).

Ainda no quesito "fase", o jogo de quarta virou um teste para o poder de reação do Botafogo. Até a derrota para o São Paulo, a equipe alvinegra vinha de sete partidas consecutivas sem perder e estava embalada pela classificação às semifinais da Copa do Brasil – venceu o Atlético-MG por 3 a 0 na quarta-feira (26) e ficou com a vaga.

O Botafogo tem dois jogos no Campeonato Brasileiro (contra Palmeiras, em casa, e Cruzeiro, em Belo Horizonte) antes da partida de volta contra o Nacional (Uruguai) pelas oitavas de final da Copa Libertadores. Nessas partidas, Jair terá de mostrar que o desempenho ruim da defesa do Botafogo no sábado foi apenas pontual. O time alvinegro não havia sofrido quatro gols em nenhum compromisso da temporada 2017. Diante o São Paulo, além de ter sido vazado tantas vezes, levou três bolas nas redes em apenas seis minutos.

Por fim, Jair terá de enfrentar uma questão que ele mesmo admitiu que está entre as mais latentes do atual elenco. Depois da derrota para o São Paulo, o treinador usou o físico como um dos motivos. Lembrou que jogadores como Victor Luís e Marcos Vinicius sofreram no segundo tempo e ponderou que o Botafogo costuma crescer quando tem calendário adequado para recuperação. Nos próximos 12 dias, os cariocas farão quatro apresentações.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos