Atlético-PR vence o Vasco em Volta Redonda e deixa a zona de rebaixamento

Do UOL, no Rio de Janeiro

O Atlético-PR, enfim, respira mais aliviado no Campeonato Brasileiro. O Furacão venceu o Vasco por 1 a 0, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ), pôs fim a um jejum de nove partidas sem resultados positivos e de, quebra, deixou a zona de rebaixamento, afundando o rival Coritiba para o temido Z4.

O jogo foi o primeiro de uma série de seis que o Vasco terá que cumprir sem São Januário, uma vez que o clube foi punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva por conta dos episódios de barbárie no clássico com o Flamengo.

Na próxima rodada, Atlético-PR e Cruzmaltino recebem, respectivamente, Avaí e Cruzeiro.

O melhor - Matheus Rossetto 

Soube conduzir o Atlético-PR de maneira certa e controlou o jogo nos momentos em que foi preciso.

O pior - Henrique

O lateral esquerdo entrou ainda no primeiro tempo no lugar do lesionado Ramon e foi mal. Ele falhou no domínio de bola que originou no gol de Ribamar.

Inacreditável

Aos 48 minutos do segundo tempo, um lance inacreditável aconteceu no Raulino de Oliveira. O lateral esquerdo Henrique recebeu na linha de fundo, chutou cruzado e a bola bateu na trave esquerda. No rebote, Paulo Vitor soltou a bomba e ela explodiu no travessão. Defitivamente, não era o dia do Vasco.

Por pouco!

Aos 18 minutos do primeiro tempo, Nikão fez jogada pela direita, cruzou, o goleiro Martín Silva saiu e não achou nada e Lucho González, livre, cabeceou na rede pelo lado de fora, perdendo uma grande chance.

"Fora, Eurico!"

Antes do fim do jogo, os torcedores do Vasco gritaram novamente "Fora, Eurico!", em protesto contra o presidente do clube, Eurico Miranda.

Gramado ruim

Embora o Vasco tenha contratado uma empresa para melhorar o gramado do estádio Raulino de Oliveira, as condições do campo ainda era bem ruins e os buracos foram tapados com areia e pequenos pedaços de pedras.

Para fora do estádio

Aos 12 minutos do primeiro tempo, o volante Bruno Paulista chegou com tanta vontade para roubar um bola do adversário que a isolou do estádio Raulino de Oliveira.

Jejum incômodo

O Atlético-PR chegou para o confronto com o Vasco sem vencer há nove rodadas, somando Campeonato Brasileiro, Libertadores e Copa do Brasil.

Visita

A mulher do técnico Milton Mendes, Valéria, e os filhos, Diego e Lara, estiveram presentes no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ). Eles moram em Portugal.

Reencontro

O atacante Ederson, que começou no banco de reservas do Atlético-PR, reencontrou o Vasco pela primeira vez. Ele esteve no clube até este ano.

Um minuto de silêncio

Um dos homenageados com o um minuto de silêncio antes da partida foi João Pedro Braga, filho mais novo do técnico Abel Braga, que morreu no último sábado no Rio de Janeiro.

VASCO 0 X 1 ATLÉTICO-PR
Local: Raulino de Oliveira, Volta Redonda (RJ)
Hora: 20h (Horário de Brasília)
Árbitro: Cláudio Francisco Lima e Silva (SE)
Auxiliares: Cleriston Clay Barreto (SE) e Fabio Pereira (TO)
Cartões amarelos: Bruno Paulista, Jean, Guilherme Costa (VAS); Matheus Rossetto, Pablo, Felipe Gedoz (ATL)
Cartões vermelhos: Nenhum
Gols: Ribamar, aos 15 minutos do segundo tempo (ATL)

Vasco
Martín Silva, Gilberto, Rafael Marques, Jomar e Ramon (Henrique); Jean, Bruno Paulista, Guilherme Costa (Thalles), Mateus Vital e Paulinho (Manga Escobar); Paulo Vitor
Técnico: Milton Mendes

Atlético-PR
Weverton; Cascarado, Wanderson, Paulo André e Sidcley; Esteban Pavez, Lucho González (Lucas Fernandes) e Matheus Rosssetto; Nikão, Pablo e Ribamar (Felipe Gedoz)
Técnico: Fabiano Soares

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos