Como Bolaños perdeu espaço no Grêmio mesmo após virar artilheiro

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio FBPA

    Equatoriano perdeu espaço por conta de lesões e comprometimento no dia a dia

    Equatoriano perdeu espaço por conta de lesões e comprometimento no dia a dia

Miller Bolaños, 27, já foi artilheiro do Grêmio na temporada e atualmente não é opção imediata ao time titular. A mudança de condição se explica por problemas físicos, mas também pelo comportamento. Autor de oito gols no ano, o equatoriano perdeu espaço e inclusive foi liberado para resolver assuntos particulares em seu país natal.

A viagem ao Equador, aliás, é tratada na Arena como um passo importante para recuperar o camisa 23. O Grêmio admite que há desapontamento com a oscilação do jogador.

"Nós queremos e vamos recuperar o Miller. Ele foi um grande investimento e tem destaque. A recuperação do Miller passa por uma série de questões que estamos conduzindo", disse Odorico Roman, vice de futebol do Grêmio.

Até maio, Bolaños era artilheiro do Grêmio no ano e tinha conquistado espaço no time titular. O lugar foi obtido com a lesão de Douglas. As boas atuações renderam até lugar entre os melhores do Campeonato Gaúcho. Em abril, porém, ele teve lesão muscular na coxa e parou por dois meses.

Na volta, acusou problema no púbis e recentemente o Grêmio afirmou que cogita cirurgia. O caso ainda está sob análise dos médicos e do estafe do jogador.

"Temos que ver o que é ideal para a temporada. Temos que ver, chegar a um limite de dor para decidir", comentou André Zanotta, executivo de futebol do Grêmio.

Mas além dos problemas médicos há o comportamento. Renato Gaúcho não gostou da postura de Miller Bolaños durante os treinos. Em uma das atividades, chamou o jogador para conversar. Em recente entrevista coletiva, não tratou diretamente do caso. Apenas deu indícios da situação.

"O Bolaños é jogador do Grêmio, é empregado do Grêmio como eu sou. A gente conta com ele. Mas esses jogos estão sendo muito pegados, difíceis e ele ficou muito tempo parado. Eu até poderia ter colocado ele, mas preferi usar quem tinha mais ritmo de jogo. Ontem eu recebi informação de que sentiu algo, quase nada, no adutor. Eu procurei poupa-lo pela dorzinha que sentiu. Mas ele está recuperado, está à disposição. E todos precisam estar à disposição, todo mundo precisa estar ligado, pronto. Daqui a pouco vai botar a camisa e jogar. O jogador tem que se doar no início ao fim, independente de começar ou não", respondeu após a vitória em cima da Ponte Preta.

A partida marcou a presença de Miller no banco. No jogo seguinte ele não foi relacionado por ter se ausentado a um treinamento. A viagem ao Equador, de acordo com o Tricolor, não tem ligação com questões médicas.

"Ele comentou os problemas, não cabe a nós divulgar, são questões de família. Quarta ele volta. Não falou nada sobre questões médicas", explicou Zanotta.

O bom momento dos atacantes, a ascensão de Arthur e consolidação de Pedro Rocha também retiraram espaço de Miller Bolaños. Mas antes disso vem a queda dele próprio.

Atualmente, o artilheiro do Grêmio é Lucas Barrios. Luan vem logo atrás nessa lista. Bolaños retorna na quarta-feira e dificilmente será relacionado para o jogo contra o Atlético-MG, no domingo. Ele poderá ser novidade na lista de concentrados diante do Godoy Cruz-ARG, pela Libertadores, na quarta-feira da semana que vem.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos