Grêmio sofre, mas vence Atlético-GO e mantém distância do Corinthians

Do UOL, em Porto Alegre

Não foi fácil, não foi simples, mas o Grêmio venceu o lanterna do Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira (2), o Tricolor bateu o Atlético-GO por 1 a 0, em Goiânia. O gol de Michel, no segundo tempo, abafou uma atuação ruim do time gaúcho em duelo válido pela 18ª rodada.

A vitória mantém o Grêmio oito pontos atrás do Corinthians: 36 contra 44 pontos. Durante boa parte do jogo a distância chegou a ser de 10 pontos, por conta da vitória do Timão em cima do Atlético-MG.

A partida foi fraca tecnicamente, mas Atlético-GO saiu melhor após o primeiro tempo. Perto do fim, o Grêmio se jogou ao ataque e marcou após escanteio curto e bola rasteira na área.

O jogo fraco do Grêmio talvez se explique pelo número de desfalques. Edilson e Geromel cumpriram suspensão. Luan foi preservado por conta de desgaste e Barrios ficou fora por desconforto muscular. Sem eles a equipe foi bem diferente. Pouco criativa.

Quem foi bem: Michel, do Grêmio

Volante foi o melhor do time em todo o jogo, inclusive durante o primeiro tempo fraco. Na etapa final cresceu e apareceu na área para fazer o gol. Justamente contra o antigo clube, onde foi campeão da Série B em 2016 e chamou atenção do Grêmio.

Quem decepcionou: Arthur, do Grêmio

Camisa 29 não repetiu boas atuações. Em função diferente, contribuiu pouco e até foi deslocado para outra posição. Acabou sacado e com a saída dele o Grêmio melhorou e chegou a vitória.

Personagem: Walter, do Atlético-GO

O centroavante incomodou a defesa do Grêmio. Deu caneta em Walter Kannemann, forçou Grohe a realizar grande defesa e depois soltou o pé em cobrança de falta. Antes da bola rolar, abraçou Renato Gaúcho. Ele e o treinador trabalharam juntos no Fluminense.

Grêmio faz jogo diferente

Quase nada criativo. Limitado. O Grêmio fez um primeiro tempo bem fraco e diferente em relação a ele mesmo. Sem profundidade, o time não conseguiu criar nenhuma chance de gol. Rodou no meio-campo com passes laterais e viu o trio ofensivo (Fernandinho, Pedro Rocha e Everton) ser nulo. Defensivamente a equipe teve desencaixes e falhas técnicas.

Na etapa final o Grêmio teve um pouco mais de ímpeto, mas seguiu com dificuldades. Criou chances, concluiu bastante de fora da área e foi na base da insistência para cima do adversário. O gol foi garantido após de escanteio. A cobrança curta acabou com Léo Moura na intermediária e ele achou passe para Lincoln. O meia foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro para Michel escorar do outro lado.

Atlético-GO desperdiça chances

Pressão na saída de bola do Grêmio, Walter como referência e bastante velocidade às costas de Bruno Cortez. O Atlético-GO não fez um primeiro tempo ruim, pelo contrário. Teve duas chances para marcar. A primeira parou nas mãos de Grohe a segunda explodiu no travessão.

Na etapa final os donos da casa não foram tão bem. Perderam poder de fogo, a única chance foi com Walter cobrando falta, e pagou preço alto ao vacilar na cobrança de escanteio curto.

Renato joga o time para frente

O treinador do Grêmio começou o jogo com Arthur à frente da primeira linha e Michel ao lado de Ramiro. Como interiores. A formação, com essas funções, deixou o time amarrado. No segundo tempo Renato Portaluppi adiantou Arthur e puxou Michel para trás. Com 11 minutos de etapa final Arthur saiu para entrada de Lincoln e a formação passou do 4-1-4-1 para o 4-2-3-1. Na sequência, Léo Moura entrou no lugar de Pedro Rocha e o esquema se tornou o 4-4-

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 0 X 1 GRÊMIO

Data e hora: 02/08/2017 (quarta-feira), às 21h45 (Brasília)
Local: estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia (GO)
Árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG)
Auxiliares: Celso Luiz da Silva e Marcus Vinicius Gomes (ambos de MG)
Cartões amarelos: Paulinho, Gilvan, Igor (AGO); Michel, Kannemann (GRE)
Gol: Michel, aos 37 minutos do segundo tempo (GRE)

ATLÉTICO-GO: Felipe; André Castro, Gilvan, Roger Carvalho e Bruno Pacheco; Paulinho, Igor (Silva), Andrigo (Diego Rosa), Jorginho (Luiz Fernando) e Niltinho; Walter
Técnico: João Paulo Sanches

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Leonardo, Bressan, Kannemann e Cortez; Arthur (Lincoln); Fernandinho, Ramiro, Michel e Pedro Rocha (Léo Moura); Everton
Técnico: Renato Portaluppi

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos