Atlético-PR anuncia proibição de torcidas organizadas na Arena da Baixada

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

O Atlético Paranaense anunciou que nenhuma torcida organizada poderá entrar na Arena da Baixada com seus adereços, camisas ou mesmo faixas e instrumentos de percussão. Não só as organizadas do clube, mas também a de qualquer clube visitante. A medida já estará em vigor para o jogo contra o Avaí, nesta quinta-feira (02) 19h30.

A decisão é uma resposta do clube aos protestos recentes da torcida, que pichou muros do entorno da Arena, tentou invadir o CT do Caju e protagonizou a invasão de um setor do estádio através das catracas (veja o vídeo). Em nota, a diretoria do clube disse que os manifestantes estavam "confundindo o direito de livre manifestação com a vaga e infeliz tentativa de pressionar atletas por meio de violência e ameaças, atos repugnantes, inconsequentes e incompatíveis com a verdadeira finalidade do futebol, que é o entretenimento, o lazer e a cultura."

Além desta medida, o clube anunciou que ingressou com uma ação judicial por reparação de danos materiais contra a sua maior torcida organizada, "Os Fanáticos". E que identificou os sócios envolvidos nos protestos, considerados "atos de violência" na nota, já tendo suspendido o acesso dos mesmos ao estádio.

O decisão marca mais um episódio do rompimento entre a atual diretoria do clube e a organizada, que tem aproximadamente 3 mil votos nas eleições para presidente. Durante a última campanha a chapa de Mario Celso Petraglia e Luiz Sallim Emed se reaproximou da "Os Fanáticos", com quem fecharam apoio, apesar de conflitos nas gestões anteriores com Petraglia à frente do clube.  

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos