Em noite de homenagens a Abel, Sport e Flu empatam em jogo elétrico

Do UOL, do Rio de Janeiro

Em noite marcada por homenagens a Abel Braga e emoção do técnico do Fluminense, o treinador foi "presenteado" com um bom jogo disputado pelas equipes de Fluminense e Sport, que empataram em 2 a 2.

Com gols de Gustavo Scarpa e Renato Chaves, o Tricolor abriu a contagem na Ilha do Retiro, mas cedeu o empate para os donos da casa, que igualaram tudo com André e Patrick.

O empate fez justiça às duas equipes, que tentaram a vitória e apresentaram propostas ofensivas, embora com características diferentes.

No sábado, o Flu encara o Atlético-GO, às 19h, no Maracanã. Já o Leão visita o Corinthians, também no sábado, às 19h.

Rolo compressor

Bem distribuído e organizado, o Fluminense deixou claro desde o início que apostaria nos contra-ataques para tentar ganhar a partida no Recife.

Mas só o mais otimista dos tricolores poderia imaginar que o time conseguiria abrir uma excelente vantagem com pouquíssimos minutos. Logo aos 8, Scarpa acertou uma bomba de fora da área, e Magrão ficou só na torcida: 1 a 0. Quatro minutos depois, Marlon bateu escanteio e Renato Chaves testou para ampliar.

O Flu seguiu senhor do jogo e os donos da casa pouco ameaçavam. A bem da verdade, eram os tricolores que estiverem mais perto de marcar. Não fosse o travessão de Magrão, Henrique teria, de cabeça, feito o terceiro.

Ainda que não de forma muito coordenada, o Leão foi para a cima do Flu, e conseguiu diminuir o prejuízo. Aos 31, André acertou cabeceio sem chance para Júlio César. O jogo ficou ainda mais animado, com as duas equipes optando pelo ataque. O Leão teve maior presença no campo do rival, pressionou o Fluminense,que conseguiu levar a vantagem para o intervalo.

Leão em cima

Se o Flu começou o primeiro tempo de forma avassaladora, foi o Sport que entrou com tudo na etapa inicial. Atrás do placar, o Rubro-negro não demorou a igualar tudo. Logo aos 5, Patrick roubou a bola na intermediária, avançou até a área e acertou um lindo chute: tudo igual na Ilha.

Pouco tempo depois entrou em cena o árbitro Marcelo Aparecido de Souza, que vinha tendo atuação irretocável. O árbitro interpretou que a falta de Orejuela em Patrick era passível de cartão vermelho. O equatoriano, que não tinha levado amarelo, acertou o rival no rosto, mas a leitura do juiz foi exagerada.

Mesmo que com um a menos, o Flu não abdicou do ataque, mas o Leão foi com tudo para tentar a virada. Com a superioridade numérica, o Sport assustou Júlio César  [especialmente nas bolas aéreas] e conseguiu reter a bola a maior parte do tempo. 

Apesar do cenário desfavorável, o Tricolor se defendeu, batalhou muito e conseguiu arrancar um ponto na casa do adversário.

Destaques

NELSON PEREZ/FLUMINENSE

O meia Gustavo Scarpa foi o principal nome do Tricolor. Cérebro do time, o camisa 10 marcou um golaço, distribuiu ótimos passes e ditou o ritmo do meio de campo tricolor. Estreante da noite, o lateral-esquerdo Marlon também teve uma atuação muito boa.

Pelo lado dos pernambucanos, o colombiano Lenis foi quem mais deu trabalho para a zaga adversária. Com boas investidas pela direita, acertou ótimos cruzamentos e foi incansável o jogo todo.

Solidariedade

A torcida da casa ovacionou o treinador tricolor em sua entrada no campo. Em uma cena pouco usual, o técnico Vanderlei Luxemburgo levou  Abel até o meio de campo. Os dois ficaram perfilados junto aos jogadores durante a execução do Hino Nacional.

Ruim

O estado do gramado da Ilha do Retiro não está em suas melhores condições. Com muitas imperfeições, a superfície trouxe dificuldades para os jogadores, que tiveram dificuldades para dar prosseguimento a algumas jogadas.

Retrospecto

No confronto histórico, o Flu segue em vantagem. Em 49 partidas, foram 19 vitórias, 14 empates e 15 derrotas.

SPORT X FLUMINENSE
Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Hora: 19h30 (Horário de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Auxiliares: Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo (SP)
Cartões amarelos: Renato Chaves, Marlon Freitas, Lucas, Calazans (FLU), Mena, Lenis, Rithely (SPO)
Cartões vermelhos: Orejuela (FLU)
Gols: Gustavo Scarpa, aos 8; Renaro Chaves, aos 12 do primeiro tempo

SPORT
Magrão, Samuel Xavier, Durval, Ronaldo Alves e Mena; Patrick, Rithely e Diego Souza; Everton Filipe (Thomás), Lenis (Osvaldo) e André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

FLUMINENSE
Júlio César, Lucas, Henrique, Renato Chaves e Marlon; Orejuela, Marlon Freitas e Wendel (Matheus Norton); Gustavo Scarpa, Wellington Silva (Peu) e Henrique Dourado (Calazans). Técnico: Abel Braga

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos