Pênalti na trave, gols e derrota: Sassá vive emoções diferentes no Morumbi

Do UOL, em Belo Horizonte

O atacante Sassá viveu uma mistura de sentimentos distintos na derrota do Cruzeiro por 3 a 2 contra o São Paulo. Melhor durante o primeiro tempo no Morumbi, o time mineiro teve a oportunidade de sair na frente do marcador, mas o atacante desperdiçou a cobrança e ainda viu a equipe celeste levar o gol no último lance da etapa inicial. Não satisfeito com o rendimento, o atacante deu a volta por cima e protagonizou a virada celeste na etapa final. Contudo, a equipe de Mano voltou a sucumbir, levou dois gols e saiu derrotada.

Após o primeiro tempo, o atacante do Cruzeiro falou sobre a oportunidade perdida de abrir o marcador.

"É a minha característica para tentar deslocar o goleiro, como consegui deslocar. A bola, infelizmente, não saiu do jeito que queria. Meu respaldo é o meu trabalho. Quem me conhece sabe que eu trabalho muito durante a semana, isso não influencia nada em mim, ainda tem o segundo tempo pela frente", disse.

Apesar da cobrança na trave, o camisa 99 mostrou que realmente não estava abatido com o pênalti na trave. Aos cinco do segundo tempo, Sassá emendou um bonito voleio dentro da pequena área e deixou tudo igual. Pouco tempo depois, ganhou a briga com Rodrigo Caio e fez mais um para o Cruzeiro.

Presente em campo durante os 90 minutos, Sassá ainda viu o São Paulo virar a partida com gols de Arboleda e Hernanes, de pênalti. Com a derrota, o Cruzeiro perdeu a chance de entrar no G-6 da competição e permanece com 27 pontos, podendo ainda se afastar um pouco mais do primeiro pelotão. Agora, a equipe mineira volta as atenções para a Copa do Brasil e viaja para Porto Alegre para a primeira semifinal contra o Grêmio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos