Má fase do Palmeiras de Cuca tem queda de rendimento até no Allianz Parque

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

A má fase do Palmeiras ganhou mais um capítulo no último domingo, depois que a equipe treinada por Cuca perdeu para a Chapecoense por 2 a 0 em pleno Allianz Parque. O segundo revés seguido em casa no Campeonato Brasileiro mostrou que até mesmo uma das maiores qualidades do time alviverde está enfraquecida. 

Até a derrota para o Atlético-PR, no último dia 6, o Palmeiras tinha uma das melhores campanhas como mandante na competição, superando até mesmo o líder Corinthians nos jogos diante da torcida. Nos últimos dois duelos, entretanto, a força mostrada em casa não voltou a se repetir.

Depois da derrota para a Chapecoense, o Palmeiras tem o quinto melhor aproveitamento como mandante, atrás de Corinthians, Santos, Ponte Preta e Grêmio. A equipe alviverde já atuou dez vezes no Allianz Parque em jogos do Brasileirão, com seis vitórias, um empate e três derrotas.

Ale Cabral/AGIF
Thiago Santos em ação na derrota do Palmeiras para a Chapecoense: crise sem fim

Além do segundo tropeço seguido em casa, que resultou em um protesto logo após o apito final, o Palmeiras foi eliminado da Libertadores em pleno Allianz Parque, mesmo com vitória por 1 a 0 - nos pênaltis, a equipe foi superada pelo Barcelona-EQU e deu adeus à competição ainda nas oitavas de final.

Time ficou quase um ano sem derrota no Allianz

Antes de perder para o Corinthians em sua arena no dia 12 de julho, em jogo válido pela 13ª rodada do Brasileirão, o Palmeiras acumulava uma invencibilidade de 28 jogos no local, em quase um ano sem derrotas. 

Pouco antes, um tropeço no Alllianz diante do Cruzeiro dificultou a vida palmeirense na Copa do Brasil. Depois de um empate por 3 a 3 em São Paulo com o Cruzeiro, o Palmeiras foi eliminado da competição no Mineirão - os times ficaram no 1 a 1 e os mineiros avançaram pelo número de gols marcados fora de casa.

Flavio Hopp/Raw Image/Estadão Conteúdo
Cuca disse que não deixará o Palmeiras

Clássico à vista

No próximo domingo, o Palmeiras voltará a atuar no Allianz Parque, dessa vez para enfrentar o São Paulo, adversário que nunca conquistou pontos nos quatro jogos disputados no estádio. O time alviverde conseguiu três goleadas sobre o rival - no último duelo, no Paulistão, fez 3 a 0 sob o comando de Eduardo Baptista.

Minutos depois da derrota para a Chapecoense, o técnico Cuca afirmou que não irá entregar o cargo e já começará a pensar nas atividades da semana que antecedem o clássico com o São Paulo. O treinador não escondeu a decepção com mais uma derrota em casa. 

"Hoje é muito dolorosa a derrota em casa do jeito que foi. O ser humano tem de ter confiança no que ele faz. Quando essa confiança diminui, é preciso achar maneiras de voltar a ter. Os jogadores podem mais do que estão apresentando. Não há falta de entrega, mas o erro está acontecendo, que com a qualidade que eles têm não acontecia", disse Cuca.

Para o treinador palmeirense, a partida contra o São Paulo pode representar uma virada na fase que o atual campeão brasileiro atravessa. Ele também evitou apontar culpados em meio à série de resultados ruins. 

"Não conseguimos fazer ainda aquela grande partida e dar sequência em cima disso. Não se trata de culpa. Hoje está em quarto lugar. Não é o que a gente esperava, mas não é o fim do mundo também. As coisas tendem a melhorar. Quem sabe no clássico as coisas acontecem e possa se seguir. Hoje temos de administrar essa derrota que não fazia parte dos planos de ninguém", ressaltou o treinador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos