Treino do Palmeiras tem susto com Moisés, gol de Egídio e testes de Cuca

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Jales Valquer/Fotoarena/Estadão Conteúdo

    Moisés deixou a atividade mais cedo, após sofrer pancada no tornozelo esquerdo

    Moisés deixou a atividade mais cedo, após sofrer pancada no tornozelo esquerdo

O Palmeiras realizou um jogo-treino contra o Red Bull, na tarde desta sexta-feira, na Academia de Futebol, para fechar a semana de trabalho. O resultado de 1 a 1 ficou em segundo plano graças a três fatores: o susto sofrido pelo meio-campista Moisés, o belo gol anotado pelo lateral Egídio e as variações promovidas pelo técnico Cuca durante o confronto.

Recém recuperado de lesão – voltou a jogar apenas na primeira semana de agosto -, Moisés sofreu uma pancada no tornozelo esquerdo e permaneceu alguns minutos caído no gramado. O camisa 10 precisou deixar a atividade para ser avaliado fora das quatro linhas.

Foi apenas um susto pela pancada, no entanto. No intervalo do jogo-treino, Moisés deixou o gramado caminhando normalmente e não deve preocupar a comissão técnica para o compromisso do dia 9 contra o Atlético Mineiro, no Independência, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Antes mesmo da saída de Moisés, Cuca promoveu alterações para preparar o time palmeirense rumo ao duelo em Minas Gerais. Keno ganhou uma chance na vaga de Guerra – Dudu, quando se recuperar, recuperará o posto -, e o Palmeiras voltou a trabalhar com três atacantes, dois deles abertos pelas pontas (do outro lado, o titular Willian atuou, assim como Róger Guedes no segundo tempo da atividade).

Thiago Santos também entrou no time titular na vaga de Bruno Henrique, a fim de reforçar o sistema de marcação palmeirense. Na parte final, Cuca testou Hyoran como um "falso 9", e foi justamente neste período de jogo que o Palmeiras reagiu na atividade.

Depois de ver Jean errar um pênalti e a equipe sair em desvantagem, Cuca contou com boa atuação de Egídio para evitar o revés no trabalho desta sexta-feira. O lateral esquerdo, participativo no treino, acertou um belo chute de primeira para igualar o marcador.

Egídio vive uma indefinição na Academia de Futebol. Com contrato até o fim do ano, o jogador ainda não sentou com a diretoria para discutir sobre a renovação. O camisa 6 tem sido perseguido em jogos no Allianz Parque, especialmente depois do pênalti perdido na eliminação palmeirense na Copa Libertadores.

Depois do jogo-treino desta sexta-feira, o Palmeiras se reapresenta apenas na segunda, no período da tarde. Cuca e a comissão técnica optaram por dar folga de dois dias aos jogadores; oportunidade criada graças à Data Fifa e os jogos da seleção brasileira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos