"Não comungo da opinião dele", diz Dorival sobre ex-auxiliar de Ceni

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo (SP)

Fora todas as explicações sobre o empate por 2 a 2 contra a Ponte Preta e a tensão entre Rodrigo Caio e Cueva, o técnico Dorival Junior precisou responder neste sábado sobre as críticas do ex-auxiliar de Rogério Ceni, o inglês Michael Beale, ao UOL Esporte. O comandante tratou de rebater as acusações do britânico, que criticou duramente a gestão de Leco.

"Respeito, mas não comungo da opinião dele. Acho que o São Paulo tem as questões dele", sentenciou Dorival Junior, que preferiu se esquivar sobre os duros questionamentos feitos pelo antigo auxiliar de Rogério Ceni.

"Não quero falar nada. Estou conhecendo o São Paulo, e, claro, todo mundo tem coisa ruim, mas muita coisa boa já está acontecendo no São Paulo, apesar destes resultados", valorizou o comandante.

As críticas de Michael Beale movimentaram a semana do São Paulo. Na entrevista, o inglês detonou o "amadorismo" da direção de Leco.

"Quando estávamos no São Paulo, os profissionais corrigiam as decisões dos amadores. Todos os dias. Este é o resumo da minha passagem no São Paulo: os profissionais tentando corrigir o que os amadores faziam", disse o inglês – você pode conferir a entrevista completa aqui.

Enquanto Dorival se esquivou, o São Paulo tratou de atacar Michael Beale. O clube emitiu uma nota horas depois da publicação da entrevista e tratou o ex-auxiliar de Ceni como "rancoroso".

"Sua atitude é desprezível, não apenas pelo conteúdo infundado e rancoroso de suas palavras, mas também pela oportunidade em que surge, à véspera de um jogo importante do São Paulo", emitiu o clube, em nota assinada pelo departamento de comunicação.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos