"Primeiro tempo horrível", diz Edilson após derrota do Grêmio

Do UOL, em Porto Alegre

O Grêmio botou o que tinha de melhor em campo, mas perdeu para o Vasco. Pior do que isso: jogou pouco e a atuação abaixo do esperado, em jogo da 23ª rodada do Brasileirão, foi criticada pelos próprios jogadores. O lateral direito Edilson foi o mais contundente.

"O primeiro tempo foi horrível", disse Edilson. "No segundo botamos a bola no chão e criamos um pouco mais. Mas não fizemos o gol", completou.

A atuação fraca surpreende pela estratégia do Grêmio. Com a chance de botar pressão no Corinthians, que joga contra o Santos no sábado, o Tricolor escalou o time titular. Apenas Geromel e Luan, lesionados, não entraram em campo.

"Bobeamos e pagamos o preço. Correr dobrado e sempre mais difícil", afirmou Everton, que entrou no segundo tempo. "Nós tentamos, jogamos mais agressivos no segundo tempo. Fomos mais objetivos, mas não deu", destacou Bruno Cortez.

O roteiro do jogo foi claro desde o apito inicial. O Vasco esperou o Grêmio se jogar para o ataque e foi letal quando teve espaços. O Tricolor, com a desvantagem, passou a errar mais. E não teve criatividade suficiente para superar a retranca armada pelos donos da casa.

"A maneira que entramos no jogo, o marasmo deles segurando o jogo, não pode acontecer. Temos que entrar mais ligados", afirmou o zagueiro Bressan.

O Grêmio volta a campo na próxima quarta-feira, contra o Botafogo, em jogo de ida das quartas de final da Libertadores. No Brasileirão o Tricolor atua novamente diante da Chapecoense, no domingo da semana que vem, em Porto Alegre.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos