Derrota para o Vasco irrita Renato e rende bronca ao time do Grêmio

Do UOL, em Porto Alegre

A insatisfação de Renato Gaúcho com o Grêmio, diante do Vasco, foi grande. As frases usadas na entrevista coletiva após a derrota por 1 a 0 em São Januário, que já tiraram o treinador de sua rotineira postura pública, foram apenas a ponta do iceberg. No intervalo e durante o segundo tempo, a cobrança ao elenco foi grande. A bronca principal foi quanto à postura.

O comportamento do time, passivo diante da retranca do Vasco, irritou. No intervalo da partida, Renato chegou a pedir para que integrantes da delegação do Grêmio saíssem do vestiário. A ideia era aumentar o tom da cobrança sem intrusos por perto. O tom foi mantido durante a etapa final.

Mesmo após melhora, na comparação com o primeiro tempo, o treinador esbravejou. A punição ao Vasco, que recebeu o Grêmio de portões fechados, facilitou a identificação da irritação de Renato.

"Se a gente tomar outro gol vocês vão ver o que é bom para a tosse", berrou o treinador, segundo relato da reportagem do Sportv. "Ah, não. Ah, não. P...", gritou perto do microfone ambiente depois de um erro do ataque do Grêmio.

Na coletiva, Renato não se aprofundou nas cobranças, mas criticou a postura e atitude dos jogadores nos dois tempos da partida. Chegou a classificar a atuação como uma das três piores do Campeonato Brasileiro.

"Eu falo certas coisas para vocês e o que tenho de falar eu digo ao grupo. Eu falo no hotel, no vídeo. Vamos mostrar onde erramos e acertamos. Esse papo eu vou ter entre hoje [sábado] e quarta-feira", disse. "Temos de mudar a nossa maneira de jogar em relação a hoje. Não podemos entrar moles... Volto a repetir, moles. De maneira alguma podemos jogar assim. E podem ter certeza que não vamos jogar assim", completou depois.

Uma das orientações de Renato às vésperas do jogo começar, ao longo do ano, é pela atenção constante em campo. Concentração. E os jogadores, depois da derrota para o Vasco, reconheceram falha nesse aspecto.

"A gente viu que a equipe do Vasco tinha uma proposta bem diferente, a gente não esperava isso. Mas acho que o fator decisivo foi a concentração. Entramos desconcentrados e pagamos por isso", comentou Everton.

O Grêmio volta a campo na quarta-feira, mais uma vez no Rio de Janeiro, diante do Botafogo. O jogo abre o duelo válido pelas quartas de final da Copa Libertadores.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos