Atlético-GO surpreende e vence a Ponte Preta em Campinas

Do UOL, de São Paulo

O Atlético-GO segue sonhando com a permanência na Série A do Campeonato Brasileiro. Neste sábado (16), o time goiano venceu a Ponte Preta em Campinas por 3 a 1 e manteve a ascensão no segundo turno da competição, com gols de Luiz Fernando, Walter e Ronaldo – a equipe chegou a três jogos sem derrota. Léo Gamalho balançou a rede para a Ponte, que segue em situação delicada na tabela e chega a três jogos seguidos sem vencer.

Com o resultado, o Atlético-GO chega a 22 pontos e diminui para cinco a diferença para o Coritiba – primeiro time fora do Z4. Já a Ponte Preta estaciona nos 28 pontos e segue apenas dois pontos acima da zona da degola.

Na próxima rodada, o Atlético-GO recebe o Cruzeiro para seguir vivo na disputa, enquanto a Ponte visita a Chapecoense.

Walter vai bem e encerra jejum

Foram 16 jogos de seca até Walter voltar a balançar as redes neste sábado. Autor do segundo gol da vitória do Atlético-GO, o atacante não marcava desde o dia 15 de maio, na estreia do Brasileirão. Além do gol, ele participou de outras chances agudas contra o gol de Aranha.

Sheik não funciona como armador

Improvisado por Kleina como armador da equipe no início do jogo, Emerson Sheik não conseguiu fazer o time andar na primeira etapa. Na melhor oportunidade, recebeu com liberdade pelo lado direito da área aos 17 minutos, mas isolou. No segundo tempo, apesar de ter sido deslocado para o ataque, o veterano pouco ameaçou a defesa atleticana.

Luiz Fernando chega duas vezes e marca

Foi dos pés de Luiz Fernando que saíram as melhores chances da primeira etapa. Aos 26 minutos, o meia atleticano ficou cara a cara com o goleiro Aranha, mas acabou desperdiçando a oportunidade de marcar. 15 minutos depois, ele se redimiu ao completar de primeira a cobrança de escanteio para abrir o placar em Campinas.

Empate 'relâmpago'

Depois de ouvir vaias da torcida no intervalo, a Ponte Preta voltou ligada para a segunda etapa. Logo no primeiro minuto, um bate-rebate dentro da área após cobrança de falta de Danilo Barcellos terminou em gol da Macaca. A bola desviou no zagueiro William Alves, do Atlético-GO, antes de entrar, mas a arbitragem atribuiu o gol ao atacante Léo Gamalho.

Contra-ataque e gol decisivo

O gol que sacramentou a vitória do Atlético-GO saiu justamente quando a Ponte se arriscava inteira para buscar o empate. Após o goleiro Aranha se mandar para o ataque em cobrança de escanteio, a defesa do time goianiense afastou e, no contra-ataque, Ronaldo acertou belo chute de longe para marcar com o gol aberto.

Ponte com quatro atacantes

Pressionado pelo mau momento da equipe na temporada, o técnico Gilson Kleina ousou na escalação e armou a equipe com quatro atacantes. Experiente, Emerson Sheik foi recuado para o meio-campo, enquanto Lucca, Felipe Saraiva e Léo Gamalho formaram a linha ofensiva do time de Campinas. A formação não surtiu efeito durante a primeira etapa, e Kleina optou por colocar Renato Cajá na vaga de Saraiva na volta do intervalo.

Time goiano pressiona

Apesar da formação ofensiva da Ponte, foi o Atlético-GO que começou a partida no ataque. Em menos de dez minutos, o Dragão já havia finalizado três vezes com perigo contra o gol dos donos da casa. Dessas, o lance mais perigoso saiu dos pés de Walter, que bateu cruzado do lado direito da área e obrigou o goleiro Aranha a fazer boa defesa.


PONTE PRETA 1 X 3 ATLÉTICO-GO

Data: 16 de setembro de 2017, sábado
Horário: 21h (de Brasília)
Motivo: 24ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)

Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Auxiliares: Kléber Lúcio Gil (Fifa/SC) e Neuza Ines Back (Fifa/SC)
Gols:
Léo Gamalho, a 1 minutos do 2º tempo (PON); Luiz Fernando, aos 42 minutos do 1º tempo, Walter, aos 22 minutos do 2º tempo, e Ronaldo, aos 47 minutos do 2º tempo (AGO).

PONTE PRETA:
Aranha; Nino Paraíba, Marllon, Luan Peres e Danilo; Naldo, Elton (Maranhão) e Emerson Sheik; Felipe Saraiva (Renato Cajá), Lucca e Léo Gamalho.
Técnico: Gilson Kleina.

ATLÉTICO-GO:
Marcos; Jonathan, William Alves, Gilvan (Eduardo Bauermann) e Bruno Pacheco; Ronaldo, Paulinho (Niltinho), Luiz Fernando (Jorginho), Andrigo e Igor; Walter.
Técnico: João Paulo Sanches

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos