Carille admite Corinthians nervoso e descarta poupar time para o clássico

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

Fabio Carille admitiu que sua equipe esteve um pouco nervosa na vitória de sua equipe diante do Vasco. Em entrevista coletiva após o triunfo por 1 a 0, o técnico do Corinthians disse que as derrotas recentes para Atlético-GO e Vitória dentro de casa atrapalharam o psicológico de seus jogadores.

O comandante, inclusive, disse ter conversado com seus atletas para que eles não parassem de tentar buscar as triangulações e repetiu que o momento de instabilidade não poderia mudar o jeito de jogar do Alvinegro.

"Hoje, tivemos um pouco de nervosismo de querer definir mais rápido as jogadas. Mas a nossa busca era essa, melhorar a parte ofensiva. Os gols que sofremos contra Santos, Vitória e Atlético-GO foram de erro de a gente tentar sair para jogar. E eu falei para eles que era para continuar a buscar as jogadas, triangulações, mas que tivesse mais concentração depois de perder a bola. E foi isso que a gente fez", explicou.

O comandante repetiu o mesmo discurso que tem feito rodada a rodada, pedindo calma para a torcida e dizendo que ainda não é tempo de comemorar, mesmo com os 10 pontos à frente do vice-líder, o Grêmio.

"Claro que é uma grande vantagem, sim. Nessa fase do campeonato, ter 10 pontos, é uma grande vantagem. Mas temos que ter calma. Continuo dizendo que tem muita coisa para acontecer", explicou.

Por fim, Carille já avisou que não vai poupar a equipe do jogo desta quarta-feira, contra o Racing. Após empatar por 1 a 1, os corintianos vão para a Argentina precisando vencer para avançar na Sul-Americana.

O técnico ainda avisou que não pensará no clássico contra o São Paulo por enquanto. O jogo está marcado para 11h do próximo domingo, no Morumbi.

"Vou colocar o que tem de melhor depois de avaliar junto com departamento médico. Vou esperar melhor a apresentação e ver. Mas já aviso: vou colocar o melhor que tivermos e só depois vou pensar no clássico. Não pode deixar de sonhar com isso. Vou fazer o melhor para o Corinthians para quarta", explicou.

"O que mais me preocupa (para o clássico) é o calor. E aí a gente precisa estar com tanque cheio, porque não é um horário comum de se jogar. Isso que é para se pensar", finalizou.

O Corinthians volta aos treinos nesta segunda-feira, às 10h, e já viaja na terça-feira, às 8h, para a Argentina, onde enfrenta o Racing na quarta-feira à noite.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos