Semana de reuniões dá resultado, SP ganha fora de casa e afunda o Vitória

Do UOL, em São Paulo

O São Paulo teve uma semana conturbada, com reuniões entre jogadores e diretoria e encontro com cobrança de torcedores no CT da Barra Funda. Mas os dias de trabalho e lavagem de roupa suja surtiram o efeito esperado. Neste domingo, em Salvador, o Tricolor derrotou o Vitória por 2 a 1, quebrou um jejum de três partidas sem ganhar e conquistou o segundo triunfo fora de casa neste Campeonato Brasileiro. 

Os gols foram marcados por Militão e Cueva, enquanto Tréllez descontou no finalzinho, todos no segundo tempo. Com o resultado, o Tricolor passa a somar 27 pontos, um a mais do que o Vitória.  No entanto, as duas equipes permanecem na zona do rebaixamento, por conta da vitória da Chapecoense sobre o Grêmio, também neste fim de semana. Na próxima rodada, o São Paulo disputa o clássico com o Corinthians, no domingo no Morumbi. Já o encara o Atlético-MG, fora de casa, no mesmo dia.

Anfitrião e visitante ruins

Em má fase neste Campeonato Brasileiro, Vitória apresenta o pior retrospecto na competição como mandante. Também em crise, o São Paulo, por sua vez, é dono da pior campanha fora de casa no torneio. 

Mudanças

Por conta de suspensão, Jucilei e Edimar não puderam entrar em campo neste domingo. Por isso, Dorival Júnior promoveu a escalação de Petros e Júnior Tavares. Já no meio de campo, o treinador manteve Cueva no banco de reservas para a entrada de Lucas Fernandes. Pelo lado do Vitória, Mancini apostou em Patric na lateral esquerda e Kieza no ataque. 

Pratto com fome de gol

O atacante argentino entrou em campo neste domingo com a intenção de acabar com um jejum de sete partidas sem balançar as redes. Mas além de buscar a sua chance, Lucas Pratto tentou servir os colegas e, em alguns momentos, saiu da área para buscar a bola. 

Pressão tricolor

O São Paulo adotou uma postura mais ofensiva durante o primeiro tempo e teve mais posse de bola e oportunidades para abrir o placar. Improvisado na lateral direita, o volante Militão foi uma das opções e quase fez o seu de cabeça.

Resposta baiana

Os donos da casa apostaram nos contra-ataques nos primeiros 45 minutos. Desta maneira, tiveram algumas chances. O melhor momento do Vitória no primeiro tempo foi com o chute de fora da área de Uilian Correia, após cobrança de falta, que parou na trave. 

Acelerado

Para dar mais força ao ataque, Dorival colocou Cueva no lugar de Gomez no segundo tempo. A etapa final começou com as duas equipes em busca do gol. Por isso, Fernando Miguel e Sidão tiveram de trabalhar.

Primeiro gol no profissional

A ousadia do treinador tricolor ao colocar Cueva no lugar de Gomez surtiu o resultado esperado. O time apresentou mais rendimento com o meia em campo e não demorou para o São Paulo ter boa oportunidade em contra-ataque puxado pelo camisa 10. Na sequência, em cobrança de escanteio, Militão subiu mais do que a zaga adversária e fez o seu primeiro gol como profissional. 

Sorte sorri no segundo gol

O São Paulo ainda  contou com a sorte para ampliar o placar. Aos 36 minutos do segundo tempo, Cueva foi cobrar escanteio da esquerda, a bola desviou em Fillipe Soutto e morreu no fundo das redes do Vitória: 2 a 0. O árbitro anotou gol para o peruano.

Susto no fim

O São Paulo ainda passou sufoco nos últimos instantes do jogo. Aos 44 minutos, após bola cruzada na área, Tréllez fez o gol de honra do Vitória, que buscou o empate até os últimos instantes.

Neilton, o pior

O atacante que começou a temporada no São Paulo ficou abaixo do esperado na partida deste domingo. Neilton não deu sequência às jogadas e, impedido, perdeu uma chance incrível no segundo tempo. Depois, foi substituído por Cleiton Xavier.

Militão, o melhor

Improvisado na lateral direita, o volante, de 19 anos, foi uma excelente opção. Além de ajudar na marcação, ele criou boas jogadas. De quebra, fez o seu primeiro gol como jogador profissional. 

Ficha técnica

Vitória x São Paulo

Campeonato Brasileiro - 24ª rodada
Local:
Barradão, em Salvador, Bahia (BA)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques - PR
Auxiliares: Bruno Boschilia e Victor Hugo Imazu dos Santos, ambos do Paraná
Cartões amarelos: Patric, Uilian Correia, Cleiton Xavier (Vitória); Arboleda, Gomez (São Paulo)
Gols: Militão aos 7 minutos; Cueva aos 36 e Tréllez aos 44 do 2º tempo

Vitória: Fernando Miguel; Caique Sá (Fillipe Soutto), Kanu, Wallace Reis e Patric; Ramon, Uilian Correia (Carlos Eduardo) e Yago; Neilton (Cleiton Xavier), Kieza e Trelléz. Técnico: Vagner Mancini.

São Paulo: Sidão; Militão, Arboleda, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Petros, Gomez (Cueva), Hernanes, Lucas Fernandes e Marcos Guilherme (Bruno Alves); Lucas Pratto (Thomaz). Técnico: Dorival Júnior. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos