Sob criticas da torcida, promessas recebem nova oportunidade no Atlético-MG

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Yago e Alex Silva (ambos de colete) vão ser titulares do Atlético-MG contra o Vitória

    Yago e Alex Silva (ambos de colete) vão ser titulares do Atlético-MG contra o Vitória

Neste domingo o Atlético-MG recebe o Vitórias, às 19h, no Independência, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com Marcos Rocha machucado e Elias suspenso, o técnico Rogério Micale já confirmou que Alex Silva e Yago vão ser titulares diante da equipe baiana. Uma nova chance para dois jogadores revelados pelas categorias de base do clube mineiro e que ainda tentam ganhar a confiança da torcida atleticana.

Com 23 anos, Alex Silva já está há mais tempo entre os profissionais e tem o título da Copa do Brasil, de 2014, no currículo. Pelo Atlético, são 56 partidas, além das passagens por outros clubes. Bastante criticado pelos torcedores, o lateral acabou emprestado para Sport, Ferroviária e América-MG, mas sempre sem muito destaque por onde passou.

O retorno à Cidade do Galo, aliás, só aconteceu pelas lesões de Marcos Rocha e Carlos César, no mês de maio. Sem opções para a lateral direita, o Galo teve de recorrer a Alex Silva, que naquela época estava cedido ao América. Contra o Vitória, o lateral vai jogar pela 12ª vez nesta temporada, com a camisa atleticana.

"É uma oportunidade boa, que me deixa feliz. Espero contribuir para que a gente busque os três pontos. Tive uma sequência interessante, onde pude mostrar minha qualidade. Depois fiz alguns jogos como fiz as primeiras, mas continuo trabalhando para fazer bons jogos e continuar ajudando", disse Alex Silva, que tem três assistências para gols no Brasileirão.

Assim como Alex Silva, Yago também foi revelado pela base do Galo e também segue sem cair nas graças da torcida. Aos 22 anos, o volante está na segunda temporada como profissional. São 38 partidas na equipe principal e um gol anotado, na derrota para o Vasco. Contra o Vitória, uma nova oportunidade para o jovem volante.

"Eu e Elias somos parecidos, apesar de ele ser mais agudo. O Micale me pede para ajudar na marcação e quando tiver liberdade, eu posso atacar", comentou Yago, que já passou da marca de 30 jogos em 2017.

Clássico é o exemplo a ser seguido

Se tem uma partida em que o torcedor do Atlético não teve do que se queixar sobre o desempenho de Alex Silva e Yago foi o clássico com o Cruzeiro, pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Fred com dois gols e Cazares, com gol e assistência, só se destacaram graças ao suporte dado por Alex Silva e Yago.

O Atlético saiu atrás no placar e sofreu nos primeiros 20 minutos de jogo, até que Yago passou a jogar mais pelo lado esquerdo, aproveitando o espaço existente na defesa do rival. Foi a partir desse momento, de iniciativa do próprio atleta, que o Galo cresceu no clássico e conseguiu empate e virar o jogo.

Virada com gol de Fred, após grande jogada de Alex Silva. O lateral invadiu a área do Cruzeiro e deixou o centroavante livre para empurrar a bola para o fundo do gol. Repetir diante do Vitória a boa atuação que tiveram no clássico pode dar uma paz maior para Alex Silva e Yago, já que naquela tarde de domingo a torcida atleticana deixou o estádio bastante satisfeita.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos