Após ressaca da Libertadores, Santos se recupera e bate Atlético-PR na Vila

Do UOL, em São Paulo

No primeiro jogo após a eliminação para o Barcelona-EQU nas quartas de final da Libertadores, o Santos espantou o "clima de velório", como o próprio técnico Levir Culpi chegou a dizer após a derrota de quarta-feira, da melhor forma possível. Neste sábado (23), a equipe alvinegra recebeu o Atlético-PR na Vila Belmiro e venceu por 1 a 0 em duelo válido pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. Bruno Henrique fez o único gol da partida.

A vitória deixa o time praiano com 44 pontos, provisoriamente na vice-liderança da competição - o Grêmio tem 43 pontos e enfrenta o Bahia neste domingo. Já os paranaenses ocupam a oitava posição, com 34 pontos, e ainda seguem fora do G-6.

Na 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Santos faz o clássico contra o Palmeiras, no Allianz Parque, no próximo sábado, às 19h. Um dia depois, no domingo, o Atlético-PR recebe o Atlético-MG na Arena da Baixada, também às 19h.

Quem foi bem: Jean Mota

Jean Mota entrou no meio-campo do Santos no lugar do suspenso Leandro Donizete e foi o principal jogador do time contra o Atlético-PR. No primeiro tempo, o meia deixou Copete na cara do gol uma vez, ligou os contra-ataques da equipe alvinegra e ainda teve participação no gol de Bruno Henrique. Já na etapa final, Jean Mota voltou a distribuir bons passes e continuou colocando os companheiros em posição para finalizar.

Quem foi mal: Wanderson

O zagueiro do Atlético-PR foi escalado entre os titulares no lugar de Thiago Heleno, que cumpre suspensão. Porém, o defensor foi o grande responsável pelo gol do Santos no primeiro tempo. Ele errou um passe no campo de defesa e deu a bola nos pés de Jean Mota. O santista chutou e viu Weverton espalmar. No rebote, Bruno Henrique completou para as redes. Os jogadores do time rubro-negro até pediram impedimento, mas o próprio Wanderson dava condições.

Estreia da polêmica camisa nova

A partida deste sábado marcou a estreia da nova camisa 3 do Santos, que tem a estampa de camuflagem. O uniforme chamou a atenção da torcida, mas não de forma positiva. Nas redes sociais, muitos torcedores não gostaram da ideia.

Santos aposta no contra-ataque no 1º tempo

Mesmo jogando em casa, o Santos jogou boa parte do primeiro tempo no contra-ataque e criou quatro chances. Copete e Ricardo Oliveira chutaram para fora, enquanto Bruno Henrique apareceu duas vezes. Na primeira, bateu rasteiro para defesa tranquila de Weverton e, na segunda, aproveitou rebote do goleiro após chute de Jean Mota e abriu o placar na Vila Belmiro aos 34 minutos.

Do outro lado, o Atlético-PR também chegou e viu Vanderlei fazer duas belas defesas nas melhores chances: após finalização de longe de Gedoz e também depois de Nikão acertar belo chute na lateral do campo.

David Braz impede o empate na etapa final

Os donos da casa voltaram do intervalo melhores e ficaram mais próximos do segundo gol, com quatro chances até os 20 minutos. Porém, os visitantes foram chegando aos poucos e criaram duas grandes oportunidades.

Na primeira, aos 24 minutos, Fabrício cortou para a direita e bateu no canto. A bola chegou a raspar a trave, mas saiu. Pouco depois, aos 26, o empate só não saiu graças a David Braz. Nikão chegou na linha de fundo e rolou para Ribamar, que só tinha o trabalho de completar para o gol, mas viu o zagueiro santista travar a bola e impedir a igualdade.

Ataque ideal do Atlético-PR, mas nada de gols

Pela primeira vez no ano, o Atlético-PR pôde ter sua formação ideal no ataque, com Felipe Gedoz, Nikão e Guilherme. É verdade que os dois primeiros criaram as melhores chances da equipe na primeira etapa – ambas defendidas por Vanderlei -, mas faltou o gol na Vila Belmiro.

Matheus Jesus estreia no Santos

No duelo contra o Atlético-PR, Levir Culpi promoveu a estreia de Matheus Jesus com a camisa do Santos. O ex-volante da Ponte Preta foi contratado no fim de julho, mas ainda não havia entrado em campo com a camisa do time alvinegro. Neste sábado, o jogador de 20 anos entrou aos 30 minutos do segundo tempo no lugar de Alison e, no tempo em que ficou em campo, desarmou e compôs bem o sistema defensivo.

Ficha Técnica
Santos 1 x 0 Atlético-PR


Data e horário: 23/09/2017, às 21h (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos-SP
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo e Sidmar dos Santos Meurer (ambos de MG)
Gol: Bruno Henrique, aos 34min do 1º tempo

Santos: Vanderlei, Daniel Guedes, David Braz, Lucas Veríssimo, Zeca; Alison (Matheus Jesus), Jean Mota e Vecchio (Serginho); Copete, Ricardo Oliveira e Bruno Henrique.
Técnico: Levir Culpi.

Atlético-PR: Weverton; Jonathan, Wanderson, Paulo André e Fabrício; Pavez e Lucho (Matheus Rossetto); Gedoz (Lucas Fernandes), Sidcley (Ribamar) e Nikão; Guilherme.
Técnico: Fabiano Soares.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos