Moisés ignora ausência de L. Lima e diz: "Quem perder, as chances diminuem"

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • JF Diorio/Estadão Conteúdo

    Moisés ressaltou a importância do clássico de sábado e ignorou a ausência de Lucas Lima

    Moisés ressaltou a importância do clássico de sábado e ignorou a ausência de Lucas Lima

Ainda com a esperança de brigar diretamente pelo título brasileiro, o Palmeiras tem o clássico deste sábado contra o Santos, marcado para as 19h (de Brasília), no Allianz Parque, como uma decisão. Um possível resultado negativo é encarado como frustrante tendo em vista a caça ao Corinthians, e nem a ausência do principal jogador rival se mostra como um fator positivo.

Entrevistado da tarde desta sexta-feira na Academia de Futebol, o meio-campista Moisés não tratou a ausência de Lucas Lima como algo importante. O camisa 10 do Santos, diagnosticado há dez dias com uma lesão muscular de grau 2 na coxa direita, ainda não apresenta condições de retornar ao time de Levir Culpi.

"Quem garante que o Lucas Lima iria fazer um grande jogo se estivesse? Quem garante que o substituto dele não vai fazer um grande jogo? Ele não vai estar, assim como a gente não terá o Edu Dracena e o Egídio", questionou Moisés.

"É normal ter desfalques; o Santos tem os deles, e nós temos os nossos. Vamos ver a força do elenco para ver quem sai melhor", acrescentou o camisa 10 do Palmeiras.

A equipe alviverde terá um duelo direto diante do Santos, vice-líder do Brasileirão com um ponto a mais na tabela (44 a 43). O jogo é encarado como uma decisão, tanto que o meio-campista palmeirense crê que o derrotado verá diminuir (e muito) as chances de perseguição ao Corinthians, primeiro colocado com 54.

"Continua vivo o sonho do título. Aquele que sair derrotado, as chances [de brigar pelo título] diminuem bastante. São ingredientes que fazem o jogo ter uma importância ainda maior. Temos a possibilidade de fazer o jogo no Allianz, esperamos continuar a nossa evolução e fazer um grande jogo", afirmou Moisés.

Esta evolução citada pelo camisa 10 é representada pelo retrospecto recente na tabela. O time alviverde chega para o duelo regional com quatro partidas de invencibilidade – três vitórias e um empate.  Neste período, a desvantagem em relação ao líder Corinthians caiu de 17 para 11 pontos.

Moisés e o Palmeiras terão mais dois dias de preparação antes do jogo com o Santos. A equipe retorna às atividades na tarde desta quinta-feira, novamente na Academia de Futebol.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos