Oswaldo chega com números piores do que Micale, mas pode servir para o Galo

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Oswaldo não atingiu 40% de aproveitamento em nenhum dos últimos três clubes

    Oswaldo não atingiu 40% de aproveitamento em nenhum dos últimos três clubes

Contratado para substituir Rogério Micale no comando do Atlético-MG, Oswaldo de Oliveira chega ao clube mineiro com um retrospecto recente muito ruim. Considerando os três últimos trabalhos do treinador, seu aproveitamento de pontos é de apenas 34,5%, como aponta levantamento feito pelo jornal Correio Braziliense.

Esse desempenho, aliás, é inferior ao que Rogério Micale conseguiu nas 13 partidas em que o Atlético disputou sob o seu comando. Entre jogos por Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Copa Libertadores e Primeira Liga, o Galo de Micale conseguiu cinco vitórias, três derrotas e cinco derrotas. O aproveitamento do time nesse período que durou dois meses foi de 46% dos pontos disputados.

Oswaldo de Oliveira tem no Atlético a chance de apagar a impressão ruim deixada dos trabalhos feitos em 2016 e 2017, quando comandou o Sport, o Corinthians e o Al-Arabi, do Catar.

Foi no Sport o trabalho mais duradouro entre os três últimos. Foram 34 jogos no comando do time pernambucano, com nove vitórias, nove empates e 16 derrotas -aproveitamento de apenas 35%. O número melhorou um pouco na rápida passagem pelo Corinthians, no ano passado. Foram apenas nove jogos, com duas vitórias, quatro empates e três derrotas - 37%.

O pior desempenho foi na passagem pelo Al-Arabi, que se encerrou em abril. Em dez jogos foram cinco derrotas, com duas vitórias e três empates. Aproveitamento de apenas 20% dos pontos disputados. No total, nos três últimos clubes, Oswaldo de Oliveira disputou 53 jogos, com 13 triunfos, 16 empates e 24 derrotas. O aproveitamento foi somente de 34,5% dos pontos disputados.

Desempenho seria suficiente para não cair

Apesar de vir de trabalhos ruins, o desempenho recente de Oswaldo de Oliveira seria o suficiente para o Atlético para manter o Atlético na Série A do Campeonato Brasileiro. Com 31 pontos conquistados e mais 13 jogos por fazer, o time mineiro terminaria a competição com 45 pontos, caso o aproveitamento de Oswaldo no Galo se mantenha na média recente e siga em 34,5%.

Neste momento, o número da salvação no Brasileiro é 44 pontos. Considerando o desempenho do 17º colocado, que atualmente é o São Paulo, a projeção é de que o melhor time entre os rebaixados deve atingir a marca de 43 pontos em 38 rodadas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos