Blecaute atinge arena do Palmeiras e atrasa início de jogo contra o Santos

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • José Edgar de Matos/UOL

    Allianz Parque fica às escuras antes de clássico entre Palmeiras e Santos

    Allianz Parque fica às escuras antes de clássico entre Palmeiras e Santos

As fortes chuvas que atingiram a capital paulista não vitimaram apenas o gramado do Allianz Parque. A cerca de 10min do clássico entre Palmeiras x Santos, um blecaute ocorreu na arena palmeirense e atrasou em alguns minutos o início do duelo válido pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro (acompanhe o clássico no Placar UOL).

Cerca de cinco minutos depois de as luzes se apagarem, os refletores do Allianz Parque foram acesos novamente pela administração do estádio. Na sequência, a organização iniciou todo o protocolo da Confederação Brasileira de Futebol. O confronto foi iniciado com apenas 3min de atraso.

O pequeno período de blecaute serviu para esquentar o clima no Allianz Parque. A torcida palmeirense, especialmente no setor gol norte, cantou mais alto, especialmente no cântico direcionado para provocar o Santos, rival direto regional e na disputa pela perseguição ao líder Corinthians.

De acordo com a WTorre, administradora do estádio, a queda de luz deu-se por um problema da energia oferecida pela Eletropaulo, em virtude da chuva. As luzes piscaram e automaticamente caíram na arena; são necessários seis minutos para os refletores serem religados, tempo que minimizou o atraso do jogo.

Além do problema com a luz, os dois times enfrentaram um gramado em péssimas condições pela forte chuva, que começou a cair aproximadamente 1h30 antes do início da partida deste sábado.

A nova grama, plantada na última semana após o show da banda Guns N'Roses, não resistiu ao temporal que atingiu São Paulo. Poças eram visíveis desde as arquibancadas, e os jogadores enfrentavam dificuldades para carregar a bola, especialmente do lado Oeste da arena.

Funcionários do Palmeiras, enquanto as equipes aqueciam, usaram rastelo para criar buracos no gramado a fim de facilitar a drenagem. No entanto, pelo alto volume de água, que se manteve durante o primeiro tempo, o novo gramado do Allianz Parque se apresentou longe das condições ideais. A empresa, por meio de comunicado, se justificou.

Posicionamento do Allianz sobre gramado

O Allianz Parque tem investido pesado nos últimos meses para desenvolver em nosso país nova tecnologia de plantio rápido do gramado. Essa inovação tem se mostrado extremamente eficaz, garantindo ao Palmeiras, além de um número maior de jogos em sua casa, um gramado de alta qualidade em todos as suas partidas.

No entanto, um volume de chuva muito acima do normal atingiu a arena nesse sábado. O que ocorre é que como os rolos de grama pré-plantados possuem uma espessura muito grande para sua fixação no campo, a drenagem ocorre de forma um pouco mais lenta do que de costume. Se fosse uma chuva menos intensa, não haveria nenhum tipo de problema.

Como é de conhecimento público, essa técnica é extremamente nova no país. Ainda existem aprendizados e temos trabalhado constantemente para o aperfeiçoamento desse novo sistema. Temos orgulho do nosso pioneirismo e por sermos responsáveis pelo desenvolvimento dessa nova técnica, algo que começa a ser replicado por outros estádios brasileiros.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos