Cuca vê derrota injusta e decreta: "Em termos de título, fica mais difícil"

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

O técnico Cuca não escondeu a frustração ao chegar à sala de imprensa do Allianz Parque. O comandante considerou a derrota por 1 a 0 para o Santos, no clássico deste sábado, injusta e lamentou o peso do resultado, que, na visão do próprio, afasta o Palmeiras da briga direta com o arquirrival Corinthians pelo título do Campeonato Brasileiro.

"No segundo tempo jogamos muito bem, em todos os sentidos, mas apenas a bola não entrou, perdemos gols incríveis. O Deyverson e Dudu poderiam ter feito na mesma jogada; perdemos umas cinco ou seis bolas claras de fazer o gol e fomos penalizados injustamente pelo que nós jogamos. Na única bola que o Santos teve no segundo tempo, fez o gol", analisou o comandante palmeirense.

Com o revés deste fim de semana, o Palmeiras permanece 11 pontos atrás do adversário da capital, que ainda entra em campo nesta 26ª rodada – neste domingo, os corintianos encaram o Cruzeiro, no Mineirão. O resultado, na visão de Cuca, afasta o time do objetivo traçado para o fim do ano: incomodar o time de Fábio Carille.

"Em termos de título, fica mais difícil. Vamos ver...se a gente for preciso até o final, quem sabe o que pode acontecer", acrescentou o treinador, que também tratou de questionar decisões da arbitragem Marcelo Aparecido de Souza.

"Até acho que não foi falta no Guerra, mas acho que foi pênalti no Borja. Quando o rapaz joga o corpo no Borja, ele não tem mais nada a se fazer do que cair. Foram critérios errados que a arbitragem teve porque penalizou o Luan com cartão amarelo, o lateral direito fez cinco faltas seguidas no Dudu e não levou cartão", reclamou.

O técnico Cuca terá dois dias para digerir o resultado negativo e a arbitragem. O Palmeiras se reapresenta somente na próxima terça-feira e terá mais de uma semana de preparação antes do compromisso com o Bahia, marcado para o dia 12, no Pacaembu.

Para o confronto diante dos baianos, Cuca não contará com o lateral direito Mayke e o zagueiro Luan, suspensos – ambos receberam o terceiro cartão amarelo no clássico deste sábado. Por outro lado, Egídio e Edu Dracena, que estiveram fora diante do Santos, retornam.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos