Com apenas 33% dos pontos em casa, Vasco respira aliviado com fim de gancho

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

O gancho imposto pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) após a barbárie no clássico diante do Flamengo custou caro para o Vasco.

Com a impossibilidade de jogar com sua torcida no Estado do Rio de Janeiro, o Cruz-maltino empatou uma no Nilton Santos, perdeu duas e empatou uma em Volta Redonda, e, com o efeito suspensivo para jogar em São Januário [sem presença de público], somou quatro pontos em dois jogos em seu campo.

Nesta sequência decorrente da punição foram apenas seis pontos entre os 18 disputados, o que representa um índice de 33% de aproveitamento.

Apesar da falta que o lar vascaíno faz, o lateral Ramon preferiu não transferir a responsabilidade pelo mau rendimento do time.

"É claro que não ter torcida influencia, mas a gente precisa vencer, não é desculpa. Precisamos melhorar", disse ele ao "Sportv".

O técnico Zé Ricardo lembrou que São Januário é uma arma das mais importantes para o clube:

"O Vasco vinha com aproveitamento muito alto antes da punição. Ajuda ter a torcida".

Na próxima rodada, o Vasco visita o Avaí. Por conta das Eliminatórias, Zé Ricardo terá 10 dias para aprimorar a equipe.

O Vasco durante o gancho:

Vasco 0 x 0 Santos - Nilton Santos
Vasco 0 x 1 Atlético-PR - Raulino de Oliveira
Vasco 0 x 3 Cruzeiro - Raulino de Oliveira
Vasco 1 x 1 Palmeiras - Raulino de Oliveira
Vasco 1 x 0 Grêmio - São Januário
Vasco 1 x 1 Chapecoense - São Januário

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos