Jair Ventura lamenta derrota em casa, mas avisa: 'Não vou jogar a toalha'

Do UOL, em São Paulo

O técnico Jair Ventura lamentou a derrota nos acréscimos para o Vitória neste domingo (1º de outubro), mas afirmou que o Botafogo "segue vivo" no Campeonato Brasileiro. A equipe vencia por 2 a 1 até os 43 minutos do segundo tempo, mas levou a virada nos instantes finais e desperdiçou a chance de igualar a pontuação do Palmeiras, quarto colocado.

"Os resultados vão dizer o nosso limite. Eu não vou jogar a toalha. A gente está vivo. Não trabalho com meta longa, trabalho jogo a jogo", disse o treinador durante a entrevista coletiva.

"Acredito que quando perde não é hora de falar muito. A gente vai ter tempo para trabalhar. Tem treinador que gosta de falar alto, quebrar tudo, a minha maneira é um pouco diferente. Vamos analisar. Não posso querer matar os jogadores, eles que vão comigo até o fim do ano", completou.

A partida contra o Vitória foi marcada pela ausência do atacante Roger, que está fora da sequência da temporada após ser diagnosticado com um tumor renal. Jair, que comandou a equipe com uma camisa em homenagem ao jogador, também comentou o assunto.

"Vai fazer falta em tudo. É uma perda irreversível. É um cara que adoro, uma perda bem difícil, mas tudo que acontecer agora não será nada perto da situação de saúde. Nenhuma situação esportiva pode estar na frente da saúde. Troco qualquer coisa desse ano ou que poderemos ter pela recuperação dele. Estamos muito otimistas, ele também está. Vamos dar força a ele, estamos com ele, é um cara positivo, e tenho certeza que vai tirar essa de letra", analisou Jair.

Após a derrota, os jogadores do Botafogo terão dois dias de folga e se reapresentarão na quarta-feira. O próximo compromisso da equipe é no dia 11 de outubro, contra a Chapecoense, no Engenhão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos