Cavalieri supera meta de milagres e volta com atuação de gala após 139 dias

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

Foram 139 dias longe do time titular do Fluminense, mas o goleiro Diego Cavalieri justificou a opção de Abel Braga pelo seu retorno na derrota por 1 a 0 para o Grêmio.

Diante dos gaúchos, o camisa 12 fez quatro defesas de alto grau de dificuldade. Quando Abel anunciou seu retorno, disse que o goleiro já não lembrava mais aquele da campanha do tetracampeonato brasileiro:

"Em 2012, ele fazia milagres. Sempre tinha duas defesas por jogo daquelas que você via o gol e ele salvava. E não estavam acontecendo mais os milagres."

A performance de Diego não passou batida nem para os jogadores adversários. Atacante do Grêmio, Éverton ressaltou a grande tarde do tricolor na Arena: 

"Foi uma partida difícil, temos de parabenizar o Cavalieri, que pegou quatro bola difíceis. Estávamos parando nele, mas no segundo tempo conseguimos superá-los".

Além da queda técnica que o levou a perder a vaga para Júlio César, Diego viveu uma temporada acidentada. Literalmente. Contra o Vasco, na segunda partida do ano, ele sofreu uma entorse no tornozelo que o deixou mais de um mês fora de combate. Um pouco antes de retornar, machucou o pé.

Após o confronto diante do Tricolor gaúcho, o Flu tem um longo tempo de treino até o dia 12 de outubro, dia do Fla-Flu válido pelo Campeonato Brasileiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos