Argentino ressurge e ganha elogios em setor mais bem servido do Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Cristiane Mattos/Light Press/Cruzeiro

    Romero volta a se destacar e esquenta a briga por uma vaga de titular no meio-campo

    Romero volta a se destacar e esquenta a briga por uma vaga de titular no meio-campo

Lucas Romero ressurgiu no Cruzeiro. Depois de um primeiro semestre em baixa, o volante voltou a jogar com frequência e pede passagem no time titular. Superada a lesão que o tirou de combate por cerca de um mês, o argentino protagonizou bons jogos e surpreendeu positivamente a ponto de colocar uma nova dúvida na cabeça de Mano, agora não mais como lateral improvisado, mas no meio-campo, em sua posição original, justamente no setor onde o treinador tem mais opções.

Contratado no início de 2016, o volante terminou seu primeiro ano muito bem, mas não teve o mesmo desempenho no primeiro semestre da atual temporada, passando a conviver com a reserva e com os problemas de lesão. Até maio, o jogador só tinha participado de cinco jogos. A falta de oportunidade era justificada pela alto leque de opções: Henrique e Ariel Cabral, titulares, Hudson e Lucas Silva, reservas. Apesar disso, não abaixou a cabeça e recuperou seu espaço devido a uma brecha que apareceu nas laterais. Quando Ezequiel sofreu uma pubalgia, Romero foi improvisado no setor e não desapontou. Apesar da desconfiança, surpreendeu positivamente e recuperou a regularidade. Recentemente, assim como aconteceu na partida contra o Corinthians, ele ganhou novas chances em sua posição original. Atuou bem, recebeu os elogios do professor e agora volta com tudo na disputa por uma vaga de titular.

"Talvez seja o setor do campo que estamos mais bem servidos. Todos os jogadores que entram para fazer a função desempenham bem, a equipe não sofre com isso. É um lugar de marcação forte, você perde jogadores por desgaste, lesão ou suspensão. Eles dão sustentação para a equipe. O Romero sempre joga em alta intensidade, por isso é importante estar bem para jogar. Hoje esteve entre os principais jogadores do jogo", comentou Mano, após o empate contra o líder do Brasileirão.

Entre deixar a lateral e ser novamente utilizado no meio, Romero passou cerca de um mês longe dos gramados por causa de um trauma no tornozelo direito. Hoje, Ezequiel já voltou a ocupar a lateral, enquanto Henrique e Hudson se firmaram no meio. A atual reserva, no entanto, não está garantida, já que Mano Menezes pretende avaliar a condição de cada atleta jogo a jogo antes de decidir a melhor formação.

"Vamos pensar isso para o próximo jogo ou quando tivermos todos os jogadores à disposição. Não costumo criar problemas, procuro solucioná-los. Se ainda não tenho o Hudson é porque ele não está à disposição, então não tenho essa dúvida. Por isso jogou Romero. Mas você sabe a importância que Hudson teve nesse processo todo, a importância de Henrique, o Lucas (Silva) entrou bem também. Todos os jogadores que assim que a gente precisar, vão render bem. O importante é escolher os jogadores que vão render bem para a equipe. É isso que procuro fazer".

Nesta quarta-feira, Romero e todo o elenco do Cruzeiro se reapresentam na Toca da Raposa e iniciam os trabalhos para o confronto contra a Ponte Preta. No sábado, a equipe fará um duelo isolado no Mineirão, em partida válida pela 28ª rodada e que foi antecipada a pedido do clube celeste. Até lá, o time será comandado por Sidnei Lobo, auxiliar técnico, já que Mano Menezes está afastado por uma semana devido a um tratamento de pele.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos