Carille exalta atuação de Clayson e celebra: "Espero que seja uma retomada"

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

O técnico Fábio Carille não escondeu o alívio depois de o Corinthians voltar a vencer no Campeonato Brasileiro. Depois da vitória por 3 a 1 sobre o Coritiba, o comandante alvinegro exaltou a atuação do atacante Clayson e ainda disse que o resultado pode significar uma retomada do líder após um começou instável no segundo turno.

"Tenho um grupo, não tenho 11 titulares. O Clayson não é um fazedor de gols, ele leva, constrói, tem um contra um. Trabalhamos muita finalização para que ele melhore. Chuta bem, pega bem na bola. Criando situações para que ele finalize. É um grupo. Fizemos um primeiro turno maravilhoso com uma base, mas ele está buscando seu espaço. Estamos muito satisfeitos com ele", afirmou o treinador.

Carille ainda falou sobre a possibilidade de o Corinthians voltar à boa fase na competição. O time, que somou 47 pontos no primeiro turno, havia somado apenas oito pontos nos últimos sete jogos.

"Hoje recebi uns dados. Ficamos tão focados no momento e não vi. Tínhamos 55 pontos até essa rodada, foram os mesmos que terminamos até o ano passado. Já tinha 55 e faltavam 12 rodadas. Não passava pela cabeça. Espero que seja o início de uma retomada, o time estava muito ansioso, querendo fazer tudo muito acelerado. Espero que seja uma retomada", disse Carille.

Com a vitória em Itaquera, o Corinthians chegou à marca de 58 pontos no Brasileirão, 11 a mais que o Santos, que enfrenta a Ponte Preta nesta quinta-feira, em Campinas, e o Cruzeiro, que derrotou o Grêmio em Porto Alegre - os mineiros têm um jogo a mais no campeonato.

Veja mais declarações do treinador:

TIME MAIS AGUDO
Com Clayson e Marquinhos ficamos mais agudos, mas perdemos um pouquinho do controle do jogo, gosto de ter esse controle. Mas melhorou, nosso time se impôs. Com o 2 a 1, voltamos a ter o controle do jogo e atuar no erro do adversário. Hoje fui para o 4-1-4-1 com Camacho mais preso. Fica um pouco arriscado, mas temos de fazer em certos momentos.

VITÓRIA TRAZ CONFIANÇA
Mais do que fazer os gols, a vitória foi em cima de uma equipe na zona de rebaixamento e nos traz confiança. Tivemos resultados inesperados contra Vitória e Atlético-GO. As oportunidades, estávamos criando. Estava faltando fazer perto da área.

CONTAS DO TREINADOR
Vou falar as contas que eu faço, não é o que passo para o meu grupo. São oito pontos de diferença, vamos contar que o Santos vença amanhã. Eles têm três jogos para tirar isso. Se vencermos cinco em 11, o Santos precisa de oito. Não é fácil. Não é impossível, mas não é fácil. Se eu conseguir cinco vitórias em 11 rodadas, acredito que o time seja campeão.

CONVERSAS COM BALBUENA
Vínhamos falando com o Balbuena todos os dias. O segundo jogo fiquei na dúvida se ele ia jogar. Estávamos monitorando. É um excelente profissional, sabe separar as coisas, não tive preocupação alguma com o fato da desclassificação do Paraguai ontem (terça-feira).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos