Ausente em reunião no Galo, Oswaldo não tem permanência garantida para 2018

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Clélio Tomaz/AGIF

    O técnico Oswaldo de Oliveira tem contrato com o Atlético-MG até 2018, mas não sabe se fica no clube

    O técnico Oswaldo de Oliveira tem contrato com o Atlético-MG até 2018, mas não sabe se fica no clube

Quando assinou contrato com o Atlético-MG, em setembro, o técnico Oswaldo de Oliveira acertou um vínculo superior a um ano, até dezembro de 2018. No entanto, embora tenha acordo para ficar no clube mineiro por um longo período, o treinador não tem garantida sua permanência na próxima temporada. Prova disso é a ausência dele em reunião que aconteceu em Belo Horizonte, nessa quinta-feira, em que a pauta era o planejamento do futebol atleticano para o ano que vem.

O candidato a presidente do Atlético pela situação, Sérgio Sette Câmara, se reuniu com Alexandre Gallo, que será o novo diretor de futebol do clube, assim que a chapa da situação vencer a eleição, que vai acontecer em 11 de dezembro. Embora Oswaldo de Oliveira tenho contrato até o fim de 2018, o treinador não participou da reunião.

Tanto que o próprio Oswaldo trata o assunto de sua sequência no clube como "sem definição". A vontade do treinador é de seguir na Cidade do Galo por mais tempo, como revelou em coletiva nesta sexta-feira. O comandante atleticano ainda falou de Alexandre Gallo, com quem tem boa relação, como descreveu.

"Minha expectativa é muita otimista. Tenho muita vontade de permanecer e dar continuidade ao trabalho. O Gallo, em particular, é uma pessoa que conheço muito bem, já trabalhou comigo. Nós já tivemos vários encontros. Ele reside em Santos e quando trabalhei lá, nos encontrávamos sempre. Então é uma pessoa que tenho afeição e bom entrosamento. De certa forma, embora sem manter o foco direito, o Atlético precisa agora trabalhar também o ano que vem. Temos procurando fazer isso também, embora ainda sem a definição. Mas é parte do meu trabalho. Vejo com muito otimismo e quero dar continuidade ao meu trabalho aqui, no ano que vem", disse o técnico atual do Atlético.

Oswaldo de Oliveira chegou à Cidade do Galo no final de setembro, após a demissão de Rogério Micale. Naquele momento, com o time correndo certo risco de rebaixamento, a primeira meta era ficar na Série A do Campeonato Brasileiro. Algo que o Atlético conseguiu em apenas seis rodadas sob o comando de Oswaldo. Foram 11 pontos conquistados em 18 disputados e a chance de queda, neste momento, é inferior a 1%, de acordo com o site Probabilidades do Futebol, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Além dos seis jogos no Brasileirão, Oswaldo também comandou o Galo na decisão da Copa da Primeira Liga. Após empate sem gols, o time mineiro foi derrotado pelo Londrina, na disputa de pênaltis, no Estádio do Café. O Atlético disputou sete jogos com Oswaldo de Oliveira e venceu três, além de três empates e uma derrota. A meta, agora, é buscar uma vaga na próxima Copa Libertadores. Neste sábado o Galo volta a campo, para enfrentar o Santos, às 17h, na Vila Belmiro, pela 32ª rodada da competição.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos