Sem saber se fica, Lucas Silva volta a atuar e pede sequência em reta final

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Presente em 25% dos jogos, volante voltou a jogar como titular após quase dois meses

    Presente em 25% dos jogos, volante voltou a jogar como titular após quase dois meses

Titular em apenas 17 dos 68 compromissos oficiais do Cruzeiro na temporada, o volante Lucas Silva voltou a ter uma oportunidade de começar um jogo depois de quase dois meses. Presente em todos os 90 minutos da vitória por 1 a 0 contra o Atlético-PR, o jogador quer agora outras chances entre os onze atletas iniciais para mostrar que pode ficar no time e ser mais aproveitado por Mano no ano que vem.

"Fiquei feliz por ter voltado a jogar. Tem dias que vamos mandar no jogo, tem outros que teremos que ser inteligentes, como fomos. Espero ter mais oportunidades nessa reta final, estou muito feliz por ter voltado a jogar como titular", comentou Lucas, que não atuava como titular desde o dia 10 de setembro, na vitória por 2 a 1 contra a Chapecoense.

O atual vínculo de Lucas com o Cruzeiro é por empréstimo e válido até junho de 2018. Porém, uma cláusula no contrato com o Real Madrid permite uma negociação de sua saída da Toca antes de o compromisso acabar. Sem saber se fica, Lucas ainda precisa convencer Mano Menezes de que será útil no ano que vem. Na última sexta-feira, o jogador já havia falado sobre a importância de poder mostrar seu futebol. Depois do jogo no Mineirão, ele voltou a falar sobre o assunto.

"Isso é tudo para um jogador (ter continuidade), ter uma sequência para ganhar ritmo. Só se pega confiança assim. Fiquei um tempo parado, sem atuar e sem começar como titular, mas mediante isso tudo, creio que me vi bem dentro da partida", completou.

No primeiro semestre, Lucas Silva chegou a ser a quinta opção de Mano Menezes, muitas vezes devido à forte concorrência. Henrique e Ariel Cabral sustentavam o meio-campo, enquanto Lucas Romero era o reserva imediato e Hudson surgiu como segundo suplente, acirrando a disputa e reduzindo bastante as chances de Lucas no time titular.

A vaga no time titular contra o Atlético-PR se deu por causa das lesões de Hudson e Ariel Cabral e da suspensão de Lucas Romero. Porém, na próxima quarta-feira, o argentino ficará novamente à disposição e volta à concorrência com o xará brasileiro por uma vaga ao lado do capitão Henrique.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos